Camaçari: Representantes da Prefeitura visitam barragens RS-1 e RS-2

O rompimento da Barragem de Brumadinho, em Minas Gerais, reforçou o alerta das autoridades para a situação das barragens que estão situadas no município de Camaçari. Em virtude disso, representantes da Prefeitura realizaram, na tarde desta quarta-feira (13/03), visita técnica às Barragens RS-1 e RS-2 (Reservatório de Segurança). Durante a visita, a equipe foi recepcionada pelo presidente da Cetrel, Luis Mário Chavez, e técnicos da empresa, que em tempo palestraram e prestaram esclarecimentos acerca da situação e o estado da estrutura das barragens.

De acordo com Luis Chavez, a Cetrel tem investido nos últimos anos na segurança e confiabilidade das barragens, que armazenam água para eventuais situações de combate a incêndio no Polo Industrial de Camaçari. “Em 2017 e 2018, foram realizados serviços de adequação nestas barragens no montante de R$ 1,5 milhão, sendo previstos novos investimentos em 2019 com o objetivo de conferir ainda mais robustez e segurança ao sistema”, explicou, acrescentando que os técnicos da empresa realizam inspeções periódicas para assegurar a integridade das barragens, em atendimento aos requisitos da Política Nacional de Segurança de Barragens.

A iniciativa proposta pelo coordenador da Defesa Civil, Ivanaldo Soares, foi realizada para, além de tranquilizar a população, zerar qualquer possibilidade de dúvida sobre possíveis incidentes. “Providenciei este encontro para tratarmos de forma mais detalhada, buscando esclarecimentos sobre a estrutura e saber dos riscos e cuidados que podemos tomar a título de prevenção”, pontuou. Em tempo, Ivanaldo recebeu uma cópia do Plano de Contingência e na oportunidade, além de interagir com questionamentos, solicitou que qualquer evento não usual dentro da unidade seja imediatamente comunicado à Prefeitura.

O Plano de Contingência visa estabelecer ações a serem executadas em caso de situação de emergência, estabelecendo ações de proteção e defesa civil. Para o secretário de Serviços Públicos, Armando Mansur, a visita permitiu tomar conhecimento para tranquilizar as pessoas do município das reais condições de segurança que as barragens possuem. “Saímos daqui mais tranquilos, principalmente por entender que estas barragens são artificiais e em qualquer situação de risco é possível diminuir o nível de água”, concluiu.

O gerente de Água da Distribuidora de Água da Cetrel (DAC), Mauro Salatiel, explanou sobre a história da Cetrel, que iniciou suas operações em 1978, juntamente com as primeiras empresas do Polo Industrial de Camaçari, e sua principal atuação. “Com 40 anos de atuação, a empresa é responsável pelo fornecimento de água, tratamento e disposição final dos efluentes e resíduos industriais, distribuição e reuso de água, além do total monitoramento ambiental do Polo”, disse.

Salatiel afirmou que “os reservatórios RS-1, com volume de 200.000 m³, e RS-2, com 33.000 m³, são seguros e confiáveis por serem constituídos de terra e não estarem sobre rejeitos, além de poderem ser esvaziados rapidamente, caso haja, necessidade. Outro ponto favorável é que não há rios ou riachos que alimentam as barragens, assim como não há comunidades de moradores no entorno”.

A comitiva foi formada pelo coordenador Ivanaldo Soares e membros da Defesa Civil, o secretário da Sesp, Armando Mansur, técnicos da Sedur, além do vereador Dílson Magalhães, representando o Legislativo. Após o encontro, a comitiva seguiu até a barragem para verificar in loco a real situação e assegurar as condições de estabilidade que foram apresentadas durante a reunião.

Compartilhe