Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC

Política de combate à inflação foi bem-sucedida, diz presidente do BC

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse hoje (11) que a política em relação à inflação foi um trabalho bem-sucedido. Ele citou que o regime de metas vai fazer, em pouco tempo, 20 anos e a inflação de 3,75%, divulgada nesta segunda-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), está dentro da meta. Goldfajn disse que o mais importante é que as expectativas também estão dentro da meta para este ano, para 2020 (ambas de 4%) e para 2021 (3,75%).

Goldfajn disse ainda que manter o controle da inflação é um trabalho contínuo e que os ajustes são essenciais para manter a inflação na meta e também para a recuperação da economia. Segundo o presidente do BC, atualmente a instituição é respeitada no país e no exterior, suas políticas têm credibilidade e o sistema financeiro do Brasil é saudável e eficiente.

O presidente do BC lançou nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, a coleção digital da história da instituição. Ele espera que as histórias contadas pelos ex-presidentes do banco na coletânea possam servir de inspiração para as novas gerações.

Compartilhe
Previous Lorenzoni: tendência é ter única proposta de reforma da Previdência
Next Camaçari: Grupos de cultura popular abrem Lavagem de Barra do Pojuca

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Palocci relata repasses de maços de dinheiro a Lula

O ex-ministro Antonio Palocci afirmou, na proposta de colaboração premiada que negocia com a força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba, que em 2010, em ao menos cinco ocasiões, entregou pessoalmente

Notícias

Temer quer retomar PEC da Previdência após eleição

O presidente Michel Temer anunciou que, depois das eleições, pretende convidar seu sucessor para, juntos, tentarem aprovar a reforma da Previdência ainda neste ano e, portanto, antes do início do

Notícias

CCJ retira da pauta votação da PEC das eleições diretas

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), retirou da pauta desta quarta-feira a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 227, que