Chinês que vendeu rim pra comprar iPhone está internado em estado grave

Chinês que vendeu rim pra comprar iPhone está internado em estado grave

Você provavelmente já ouviu a expressão “vou ter que vender meu rim pra comprar isso”. Bem, Wang Shanghku, um chinês de 25 anos levou isso ao pé da letra. Em 2011, aos 19 anos, ele vendeu um dos rins no mercado negro para realizar um sonho de consumo, adquirir o iPhone 4 e o iPad 2. Como sua família não tinha condições para comprar os aparelhos, Shanghku resolveu vender seu rim. Com a venda do órgão o jovem conseguiu 22,000 RMB, em torno de R$ 11,8 mil.

Para chegar ao ponto de cometer essa loucura o jovem encontrou uma sala de bate-papo na internet em que três comerciantes de órgãos prometeram que iriam ajudá-lo com a venda. A operação foi realizada em abril de 2011. Quando Shanghku chegou em casa, sua mãe perguntou de onde ele tirou o dinheiro para o novo smartphone. Quando seu filho confessou a loucura, ela imediatamente chamou a polícia.

Ele chegou a alegar na época ” por que eu preciso de um segundo rim”. A ação destrambelhada de retirar o rim vem trazendo problemas para Shanghku desde a operação. Além da deficiência renal ele desenvolveu uma infecção devido às condições em que a operação, realizada na cidade de Chenzhou, foi realizada. Dois médicos que trabalham em hospitais locais participaram da remoção do rim de Shanghku. A operação foi feita numa “clínica” fundo de quintal e os cuidados pós-operatórios deixaram a desejar..

Hoje, passados 7 anos desde a retirada do rim, o quadro clínico de Shanghku é gravíssimo. A imprensa da China cita que ele passa seus dias na cama e que depende de hemodiálise para continuar vivo. Como se não bastasse o outro rim do chinês também está com problemas.

Nove pessoas envolvidas com a operação da retirada e venda do rim de Shanghku foram presas em 2012. A família do jovem recebeu uma indenização de 1.47 milhão de RMB no final do mesmo ano, de acordo com o jornal The Mirror. No entanto, com os gastos aos cuidados de Shanghku, o dinheiro foi embora rápido. Atualmente a família sobrevive de doações.

A ação descabida de Shanghku em ter os aparelhos da Apple tinha uma relação direta com uma noção de status que ele achou que teria perante seus amigos. Uma forma de superioridade através desses aparelhos. Em casos menos extremos vemos isso constantemente com pessoas que próximas que se endividam para comprar certos produtos que possam garantir alguns “pontos” na sociedade.

Compartilhe
Previous Cidade do Saber abre matrículas na próxima segunda (14)
Next Rui garante nomeação de coordenadores pedagógicos

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Moro diz adeus à Lava-Jato e não vai interrogar Lula no dia 14

Em nota oficial, o juiz federal Sérgio Moro afirma que aceitou nesta quinta-feira, dia 1º, o convite para assumir o superministério da Justiça de Jair Bolsonaro (PSL). No texto, o

Política

Resolução libera candidatos para bancar 100% das próprias campanhas e facilita eleição de milionários

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a resolução que disciplina os mecanismos de financiamento de campanha para as eleições de 2018. De acordo com o texto, publicado no dia 2

Política

ACM Neto inaugura USF em Mata Escura nesta segunda

O prefeito ACM Neto inaugura nesta segunda-feira (14), às 9h30, a nova Unidade de Saúde da Família (USF) Mata Escura, localizada na Avenida Cardeal Avelar Brandão Vilela (mais conhecida como