Inflação do aluguel é de 0,03% na primeira prévia de janeiro

Inflação do aluguel é de 0,03% na primeira prévia de janeiro

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, teve inflação de 0,03% na primeira prévia de janeiro. A taxa é superior à prévia de dezembro, que acusou deflação (queda de preços) de 1,16%.

O dado foi divulgado hoje (10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Segundo a FGV, com a prévia, o IGP-M acumula inflação de 6,77% em 12 meses.

A alta da taxa de dezembro para janeiro foi puxada pelos três subíndices. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que acompanha o atacado, teve uma deflação de 0,13% na prévia de janeiro, queda de preços mais moderada do que a de dezembro (-1,7%).

O Índice de Preços ao Consumidor, que acompanha o varejo, teve inflação de 0,38% na prévia de janeiro. Na de dezembro, havia sido registrada deflação de 0,16%. Já o Índice Nacional de Custo da Construção passou de 0,06% em dezembro para 0,27% em janeiro.

Edição: Kleber Sampaio
Tags: IGP-M INFLAÇÃO DO ALUGUEL PRÉVIA FGV
DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.
Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Compartilhe
Previous Capitalização ainda não é unanimidade entre os deputados
Next Safra de grãos de 2019 deve ser 3,1% maior que a de 2018, diz IBGE

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

ACM Neto entrega encosta no Arraial do Retiro

Moradores da Rua Direta do Arraial, no bairro do Arraial do Retiro, já podem dormir sossegados. Isso porque foi entregue a obra de contenção da encosta do local, nesta quarta-feira

Cotidiano

IPTU Amarelo vai conceder descontos para quem adotar energia solar

Uma ação que aliará economia e sustentabilidade e que deverá, inclusive, impactar positivamente na geração de emprego e renda em Salvador foi lançado nesta quinta-feira (20) pela Prefeitura. É o

Política

Ex-ministro Dirceu vira réu pela 3ª vez acusado de receber propina

O juiz federal Sérgio Moro abriu nova ação penal contra o ex-ministro José Dirceu (PT) por supostas propinas de R$ 2,4 milhões das empreiteiras Engevix e UTC para o ex-ministro