Ternos de Reis desfilam beleza e tradição nas ruas de Lauro de Freitas

Ternos de Reis desfilam beleza e tradição nas ruas de Lauro de Freitas

As ruas dos bairros de Portão e Centro foram tomadas pelo colorido, danças e cantigas que conduziram os Ternos de Reis, tradição que conta a história da visita dos três Reis Magos ao Menino Jesus. “São dois dias significativos de festa popular. A Secult tem o prazer de dar o apoio necessário para que o Terno de Reis continue e se fortaleça ano após ano”, destacou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Manoel Carlos dos Santos, classificando o festejo como uma das atividades mais importantes dentro da diversidade cultural de Lauro de Freitas.

No sábado (5) a mestra de cultura Dona Aidêe, comandou a festa em Portão. Há mais de 30 anos ela promove o Terno de Reis Estrela Dalva no bairro. Saindo do Terminal Turístico Mãe Mirinha o Bumba Meu Boi acompanhado pelos Reis Magos e pela burrinha seguiram até a praça, ao som dos tambores da banda Bankoma, encantando os moradores.

“Todo ano é uma ansiedade diferente. Começo a preparar tudo no mês de novembro e quando vejo tudo pronto é ótimo. Saber que sou útil, que o povo de Portão espera por esse momento e que estou resgatando a cultura do nosso povo, quem não se sente alegre, né?”, declarou Dona Aidêe enquanto se preparava para comandar a folia.

Moradora há 47 do bairro de Portão, a dona de casa Cássia Pacheco acompanhou pela primeira vez o Terno de Reis Estrela Dalva do início ao fim. “Todo ano assistia da porta de casa. Dessa vez não aguentei, me rendi à animação e a beleza e resolvi acompanhar”. O Estrela Dalva finalizou o desfile com uma grande roda de samba.

No domingo (6), data oficial da visita dos três Reis Magos ao Menino Jesus, o desfile do Terno percorreu as ruas do Centro. Comandado por Dona Badinha, o Boi Janeiro manteve a tradição de parar na casa das famílias mais tradicionais. Ao som da Charanga Vem com a Gente, a população seguiu entoando refrãos como “lá vai poeira, o Boi Janeiro não pode subir ladeira”

Além de Dona Badinha, o Boi Janeiro conta com a colaboração de moradores do Centro como Sinaldo Pereira e Júlio Cesar, conhecido como Careca. “Há 20 anos fazemos o Boi Janeiro junto com Dona Badinha. O Terno de Reis é uma das alternativas para manter viva a cultura da nossa cidade e que permite que a comunidade participe. Cultura é isso”, destacou Careca que também agradeceu o apoio da Prefeitura ao festejo.

Acompanhada dos filhos e sobrinhos, a moradora recente do município, Bárbara Calmon, destacou a importância de se manter a tradição. “Ao longo do tempo elementos da nossa cultura vão se perdendo e as novas gerações não tem oportunidade de vivenciar. Quando eu soube que aqui em Lauro de Freitas ainda celebram o Terno de Reis não pensei duas vezes e trouxe minhas crianças”. O Boi Janeiro finalizou o desfile na Praça da Matriz.

Compartilhe
Previous Salvador: Centro de Controle de Zoonoses intensifica ações de verão
Next Tribunal abre concurso para substituir vaga deixada por Moro

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Veículos com placa de final 7 têm desconto de 5% no IPVA até esta quinta (27)

Vence nesta quinta-feira (27) o prazo para os contribuintes que possuem veículos com placas de final 7 quitarem o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com 5% de

Política

Fabíola faz balanço positivo do mandato em 2017 e projeta metas para 2018

As atividade externas deram o tom dos dois primeiros meses de 2108 do mandato da deputada Fabíola Mansur, com a participação em inaugurações importantes, como a da primeira etapa da reestruturação

Notícias

Conselho de Ética do Senado sorteará relator para denúncia contra Lindbergh

O Conselho de Ética do Senado volta a se reunir na terça-feira (22), às 15h, para sortear o relator da denúncia contra o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). Sob o argumento