Cesta de compras para renda mais baixa fica 0,25% mais barata

Cesta de compras para renda mais baixa fica 0,25% mais barata

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula o custo da cesta de compras para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,25% em novembro deste ano. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), em outubro havia sido registrada inflação de 0,78%.

Em 12 meses, o IPC-C1 acumula taxa de 3,8%. As taxas ficaram abaixo das registradas pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e que teve deflação de 0,17% em novembro e alta de preços de 4,24% em 12 meses.

Sete das oito classes de despesas componentes do índice apresentaram queda em suas taxas de variação de outubro para novembro. Três delas chegaram a registrar deflação neste mês: habitação (que caiu de -0,11% para -1,1%), transportes (de 0,71% para -0,42%), saúde e cuidados pessoais (de 0,38% para -0,17%).

Quatro classes tiveram queda na taxa, mas continuaram registrando inflação: alimentação (de 1,17% para 0,34%), vestuário (de 0,73% para 0,14%), educação, leitura e recreação (de 0,37% para 0,27%) e comunicação (de 0,12% para 0,07%).

A única classe com alta na taxa foi a de despesas diversas (que subiu de -0,03% para 0,03%).

Compartilhe
Previous Sinal analógico de TV começa a ser desligado em municípios do interior
Next No Twitter, Trump diz acreditar que EUA fecharão acordo comercial com a China

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Cerca de 205 milhões de mulheres têm diabetes no mundo, alerta OMS

No Dia Mundial do Diabetes, lembrado hoje (14), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que cerca de 8% das mulheres – ou 205 milhões – vivem com diabetes em

Notícias

TSE vai julgar Bolsonaro e Lula por antecipar 2018

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) entraram na mira do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral antecipada. A Corte

Política

Congresso aprova R$ 18,9 bilhões em créditos para diversas áreas

Em sessão do Congresso Nacional, que reúne deputados federais e senadores, foi aprovado um total de R$ 18,9 bilhões em projetos de créditos orçamentários para diversas áreas, principalmente segurança pública.