Moro anuncia mais dois nomes para futuro Ministério da Justiça

Moro anuncia mais dois nomes para futuro Ministério da Justiça

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, anunciou mais dois nomes na composição do Ministério da Justiça. O secretário-executivo do ministério será o delegado da Polícia Federal Luiz Pontel, que investigou o caso Banestado na década passada. Para a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), o indicado foi o general da reserva Guilherme Theophilo.

Theophilo concorreu nas eleições deste ano ao cargo de governador do Ceará pelo PSDB, e foi derrotado nas urnas. Antecipando-se a questionamentos sobre o critério de definição, Moro destacou que o general da reserva já se desfiliou do partido. “Não foi indicação política”, disse Moro.

O primeiro nome cotado para a Senasp era o do general da reserva Claudio Santos Cruz, mas ele terminou sendo escolhido pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, para a Secretaria de Governo, com status de ministro.

Compartilhe
Previous Prêmio Jorge Amado incentiva produção literária na rede de ensino
Next Turma do Supremo começa a julgar pedido de habeas corpus de Lula

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Alckmin associa Dilma a Temer em propaganda na TV

A pós a campanha do presidenciável tucano Geraldo Alckmin usar a maior parte de suas inserções para atacar o deputado Jair Bolsonaro (PSL) na estreia do horário eleitoral de rádio

Política

Na mira! Janot denuncia Roberto Britto, Mário Negromonte Jr e Mário Negromonte por suspeita de participação em corrupção na Petrobras

Integrantes do Partido Progressista (PP) foram denunciados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por suspeita de participação em uma organização criminosa que desviou recursos da Petrobras. Janot pediu que os

Política

Wagner nega ter recebido propina e diz que informações da Polícia Federal são infundadas; ASSISTA

Durante coletiva imprensa na tarde desta segunda-feira(26), o ex-governador Jaques Wagner se defendeu das acusações da Operação Cartão Vermelho  deflagrada pela Polícia Federal que apura irregularidades na contratação dos serviços