Tribunal de Justiça derruba liminar e volta a afastar prefeito da cidade de Jaguarari do cargo

Tribunal de Justiça derruba liminar e volta a afastar prefeito da cidade de Jaguarari do cargo

Uma decisão da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) voltou a decretar o afastamento de Everton Rocha (PSDB) do cargo de prefeito de Jaguarari. O órgão colegiado derrubou na última quinta-feira (1º) uma liminar que havia anulado um processo de cassação contra o gestor. Everton foi alvo de três processos de cassação este ano na Câmara de Vereadores de Jaguarari. Um deles questionava o atraso da entrega da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017. Outro o acusava de fraude em licitação na compra de um software [programa de computador]. Já o terceiro tratava de um suposto pagamento indevido de transporte. Na Justiça, o prefeito conseguiu liminares que anularam os três processos e voltou à prefeitura. Esta semana, na sua volta à gestão municipal, ele chegou a publicar decreto suspendendo o atendimento público. No entanto, a decisão do TJ-BA da última quinta derruba uma dessas liminares, provocando um novo afastamento.

Compartilhe
Previous Itabuna: Vereadores organizam caminhada que caminhada pedirá cassação do prefeito
Next Segundo Sol: veja resumo do capítulo desta quarta (7/11)

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

PT confirma novos nomes na coordenação da campanha presidencial

No mesmo dia em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou carta dizendo que já não tem razões para acreditar que terá “justiça”, o PT confirmou a incorporação

Política

ACM Neto critica aumento da violência na Bahia e pede troca no comando da PM

Durante inauguração de um posto de saúde na localidade de Bom Juá, em Salvador, na manhã de hoje (16), o prefeito da capital baiana, ACM Neto, criticou a falta de

Política

Dodge denuncia Aécio Neves ao STF por corrupção e obstrução da Justiça

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, voltou a denunciar o senador Aécio Neves (PSDB) por corrupção e obstrução de justiça, no processo que havia sido iniciado pelo ex-procurador Rodrigo Janot.