Americano é executado em cadeira elétrica no Tennessee

Americano é executado em cadeira elétrica no Tennessee

Um homem do Tennessee condenado por dois assassinatos foi executado nesta quinta-feira na cadeira elétrica nos Estados Unidos, após insistir neste método antigo em detrimento da injeção letal.

Edmund Zagorski, 63 anos, foi o primeiro condenado nos EUA a morrer eletrocutado nos últimos cinco anos.

Zagorski foi condenado à morte pelo assassinato em 1983 de dois homens que atraiu para um bosque sob a promessa de vender maconha.

Os corpos foram encontrados duas semanas depois, baleados e degolados.

A apelação à Suprema Corte para a suspensão da execução foi negada.

Apenas nove estados americanos seguem usando a cadeira elétrica e no Tennessee o método foi abolido em 2007.

O departamento Correcional do estado informou que a execução ocorreu “de acordo com as leis” do Tennessee. Zagorski foi declarado morto às 19H26 (21H26 Brasília).

No Tennessee, as pessoas condenadas à morte antes de 1999 têm o direito de escolher entre a cadeira elétrica e a injeção letal.

Compartilhe
Previous EUA anunciam sanções contra Venezuela e Cuba e prometem punição contra Nicarágua
Next Onyx Lorenzoni diz que é hora de falar pouco e trabalhar muito

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Comissão mista aprova relatório de Lídice à MP 784 do sistema financeiro

Foi aprovado nesta terça-feira (5/9) o substitutivo da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) ao texto original da Medida Provisória (MP) 784/2017, que trata do sistema financeiro nacional. No Projeto de

Cotidiano

Salvador: Prefeitura prepara protocolo de atendimento para doença de pele misteriosa

A Vigilância Epidemiológica do Município, pertencente à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), segue estudando os 100 casos de pessoas que apresentaram sintomas da “doença de pele misteriosa”. A patologia, que

Notícias

Estudantes têm até esta sexta-feira para renovar contratos do Fies

Hoje (25) é o último dia para renovar o contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre deste ano. Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação