Datafolha: Bolsonaro, 58%; Haddad, 42%

Datafolha: Bolsonaro, 58%; Haddad, 42%

A primeira pesquisa de intenção de voto para os candidatos à presidência que disputam o segundo turno apontou vantagem de 16 pontos de Jair Bolsonaro sobre Fernando Haddad.

De acordo com o Datafolha divulgado na noite desta quarta-feira (10), o candidato do PSL tem 58% dos votos válidos, enquanto o candidato do PT tem apoio de 42% dos entrevistados.

Os votos brancos e nulos somam 8% e apenas 6% dos entrevistados se declararam indecisos. No levantamento contratado pela Folha de S.Paulo e pela TV Globo o instituto ouviu 3.235 pessoas em 227 municípios nesta quarta-feira. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos.

Nos três dias após o primeiro turno, os dois candidatos absorveram de forma uniforme o eleitora dos outros candidatos. Se considerados os votos totais – sem excluir os votos brancos e nulos – Bolsonaro tem 49% das intenções de voto. No primeiro turno ele tinha conquistado 42% dos votos totais. Já o petista, que no primeiro turno angariou 27%, passou para 36% das intenções de voto.

Compartilhe
Previous Paulo Guedes diz que investigação contra ele é para confundir eleitor
Next TSE vai tratar de fake news com WhatsApp e quer lançar aplicativo para denúncias

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Mundo

Bomba artesanal explode na Itália, mas não há feridos, diz jornal português

O jornal português Diário de Notícias informou há pouco que uma bomba artesanal explodiu nesta manhã em Roma, na Itália, perto de um posto dos correios. Não há registro de

Notícias

Após causar acidente, homem confere se vítimas estão bem e se mata

Um acidente de trânsito ocorrido na cidade americana de Houston no último domingo (25/2) teve um fim ainda mais trágico que o comum. Isso porque o motorista que causou a

Notícias

Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018

Após concluir a votação dos vetos presidenciais, deputados e senadores aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, que estabelece as prioridades e metas orçamentárias do governo para o