ACM Neto declara apoio a Jair Bolsonaro e destaca crescimento do Democratas

ACM Neto declara apoio a Jair Bolsonaro e destaca crescimento do Democratas

O prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas, ACM Neto, declarou no início da tarde de hoje (10) apoio à candidatura presidencial de Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno da disputa eleitoral. O anúncio foi feito em coletiva à imprensa realizada no Hotel Golden Tulip, no Rio Vermelho, onde o democrata comanda, durante toda a tarde, mais uma reunião do Planejamento Estratégico da Prefeitura, ao lado de toda a equipe de trabalho.

O ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM), que disputou o governo da Bahia no primeiro turno das eleições, estava ao lado de ACM Neto. Mais cedo, o presidente do Democratas já havia divulgado uma carta na qual revelava a posição oficial do partido de liberar os seus filiados para que decidissem individualmente o rumo no segundo turno do pleito.

Dirigindo-se aos seus eleitores, naquele que chamou de momento mais importante do país desde a redemocratização, ACM Neto disse que as circunstâncias do segundo turno o levam a apoiar Bolsonaro, pois ele não poderia se omitir ou apoiar o PT. “Desde já faço algumas ressalvas para dizer que não concordo 100% com os pensamentos, as bandeiras e pregações de Bolsonaro. Na democracia, sobretudo num segundo turno com apenas duas opções, a gente não precisa concordar em 100% com alguém para que essa pessoa possa merecer o meu voto. Mas discordo 100% do retorno do PT ao governo do Brasil”, ressaltou.

ACM Neto lembrou que o PT deixou o país com uma gravíssima crise econômica, social, moral e política, a exemplo dos milhões de desempregados e dos escândalos de corrupção, afetando sobretudo os mais pobres. Ele disse ainda esperar que Bolsonaro, passada as eleições e se tornando presidente, possa esquecer a disputa e os extremos de lado e trabalhar para unificar o Brasil, com uma nova agenda política.

“Deposito minhas esperanças e expectativas de que possamos ter um governo novo, diferente daquele que já conhecemos. Já conhecemos o governo do PT. Já sabemos os vícios e erros cometidos pelo PT. Espero que esses mesmos vícios e erros não sejam repetidos. Que tenhamos um novo governo que olhe para os graves problemas do país a partir do compromisso de união nacional, produzindo soluções que o Brasil não pode mais esperar”, declarou ACM Neto, frisando o compromisso assumido por Bolsonaro de manter a democracia e o respeito à Constituição e às instituições nacionais.

Avaliação – Durante a coletiva, ACM Neto fez ainda um balanço do êxito eleitoral do Democratas no primeiro turno. O partido elegeu 29 deputados federais, nove a mais do que no pleito de 2014. O número de senadores eleitos saltou de dois para quatro, formando uma bancada de seis no total.

Além disso, o partido sagrou-se vitorioso em primeiro turno nas disputas estaduais para os governos de Goiás e Mato Grosso (em 2014 nenhum chefe de Executivo estadual foi eleito pela sigla). Além disso, disputa o segundo turno em outros dois estados, Rio de Janeiro e Pará, podendo ainda entrar no páreo no Amapá, onde o pleito depende de uma decisão da Justiça. “Esperamos que essa trajetória de crescimento seja duradoura, contínua e consistente”, disse ACM Neto, lembrando que o partido foi refundado recentemente e sempre manteve a coerência com sua história.

O prefeito aproveitou a oportunidade para agradecer à militância do partido pelo trabalho, principalmente na Bahia, com a candidatura de José Ronaldo. “Terminamos a campanha com o sentimento do dever cumprido e a segurança de que o caminho percorrido foi o melhor (na Bahia e na eleição nacional, com o apoio a Geraldo Alckmin no primeiro turno). Estamos unidos e preparados para continuar nossa luta em defesa da Bahia e dos baianos, sempre mantendo a coerência com nossos princípios, ideais e com nossa história. Ganhar e perder faz parte do jogo. O que importa é sair de cabeça erguida no fim do processo político”.

Compartilhe
Previous "Quem fugiu da disputa com medo de perder o foro foi Wagner", diz Azi
Next Bolsonaro não participará de debate no 2º turno até ordem médica em contrário

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Fachin envia inquéritos contra Aécio, Jucá e Renan para Polícia Federal

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, determinou hoje (17) o envio dos inquéritos envolvendo os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Romero Jucá (PMDB-RR)

Política

Procuradoria denuncia José Dirceu por propina de R$ 2,4 milhões

A força-tarefa da Operação Lava Jato denunciou nesta terça-feira (2/5), o ex-ministro José Dirceu (Casa Civil/Governo Lula) mais uma vez. Já condenado a 32 anos de prisão e um mês

Cotidiano

CGU e AGU firmam acordo de leniência com Odebrecht

A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU) assinaram um acordo de leniência com a Odebrecht, por atos ilícitos admitidos pela empresa, envolvendo recursos públicos e contratos