No Sertão Produtivo, Rui amplia segurança hídrica com nova adutora e barragem

No Sertão Produtivo, Rui amplia segurança hídrica com nova adutora e barragem

“A semente da esperança de um Brasil que volte a olhar para o Nordeste, abrace quem mais precisa, olhe para o Semiárido, já está plantada na alma de nosso povo. A importância de colocar o Brasil na mesma correria que está a Bahia só depende de um presidente da República que goste da nossa gente, que goste do povo nordestino. É por isso que eu vou pedir que, no domingo, a gente vote no 13, para dar esta vitória a Haddad e acelerar ainda mais as ações na Bahia”. O discurso do governador Rui Costa, candidato petista à reeleição, abriu a caminhada em Dom Basílio, no povoado do Itapicuru, hoje (3), na primeira das cidades visitadas pela caravana ‘Correria pela Bahia’. E ecoou por toda a jornada. Ao lado de Rui, os candidatos a senador, Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD), além de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças locais e candidatos a deputado federal e estadual.

A jornada de hoje incluiu outras quatro cidades dos territórios de identidade do Sertão Produtivo e Bacia do Paramirim – Livramento de Nossa Senhora, Caturama, Macaúbas e Boquira, somando 137 municípios visitados. Não à toa, a principal demanda da região – infraestrutura hídrica – está contemplada no Programa de Governo Participativo (PGP 2018). Compromisso firmado, Rui vai implantar a adutora Zambubão/Boquira, que integra o Projeto de Segurança Hídrica do Vale do Paramirim. Com extensão de 150 km, vai beneficiar pelo menos 39,6 mil habitantes dos municípios de Boquira, Botuporã, Caturama, Ibipitanga, Macaúbas, Paramirim, Rio do Pires e Tanque Novo. Também prevista a ampliação da capacidade de acumulação (23%) da Barragem de Cristalândia (Brumado, com volume total de 16,7 hm³), beneficiando cerca de 60 mil habitantes dos municípios de Brumado e Tanhaçu.

“Só quem não tinha água pra beber e hoje pode abrir uma torneira e ver a água jorrar sabe a importância do Programa Água para Todos (PAT). Não vamos parar até todas as comunidades terem água potável, além de redes de esgoto e estações de tratamento”, garantiu Rui. O candidato petista faz referência ao programa baiano, iniciado por Wagner em 2007, que serviu de exemplo para o que hoje é feito no âmbito federal. De 2015 a 2018, foram investidos R$ 2 bilhões em água e R$ 600 milhões em esgotamento sanitário. Isso soma R$ 2,6 bilhões investidos em saneamento (água e esgoto). O PAT já soma mais de 70 mil cisternas construídas e nove barragens em construção, recuperação e ampliação. Água de qualidade para mais de 2,7 milhões de baianas e baianos, contando apenas o período de 2015 a 2018.

A caravana só encerra a correria nesta sexta (5). Até lá, amanhã Rui lidera uma grande caminhada na Cidade Baixa, a partir das 15h, com percurso do Largo de Roma até o Bonfim, e concentração na rótula do largo, sentido avenida Caminho de Areia. Antes, faz caminhadas em Salinas, Itaparica e Vera Cruz. Sexta é dia de voltar ao interior do estado, concluindo a maratona em Monte Santo, Euclides da Cunha, Tucano e Araci.

Compartilhe
Previous TRF-4 vai esperar Supremo para decidir sobre entrevistas de Lula
Next Vila Canária celebra praça construída pela Prefeitura

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Raquel Dodge envia ao STF parecer contra liberdade de Joesley e Saud

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) parecer pela manutenção da prisão preventiva do empresário Joesley Batista, um dos sócios do grupo J&F, e do

Notícias

Galo faz plenária em Serrinha e fortalece apoio popular a Lula no Portal e no Sisal

Uma plenária popular organizada pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT), em Serrinha, no domingo (5), em defesa da liberdade e da candidatura do ex-presidente Lula à presidência da República reuniu,

Notícias

Juiz de Manaus suspende leilão de partilha de blocos do pré-sal

O juiz Ricardo de Sales, da 3ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária do Estado do Amazonas, concedeu liminar ontem (26) à noite suspendendo o leilão de partilha de blocos