Bolsonaro recebe visita de Paulo Guedes e posta foto no Twitter

Bolsonaro recebe visita de Paulo Guedes e posta foto no Twitter

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, postou há pouco uma foto no Twitter, tirada durante visita do economista Paulo Guedes ao hospital Albert Einstein. A visita ocorre após vir a público a polêmica proposta do economista, tido como provável ministro da Fazenda de um eventual governo Bolsonaro, de recriar a extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).

Na quarta-feira, 19, Bolsonaro chegou a rebater as declarações de Paulo Guedes na rede social: “Chega de impostos é o nosso lema!”, afirmou. Em evento, o general Hamilton Mourão também se disse contrário à criação de novos impostos. “É um tiro no pé”, declarou.

Em uma aparente articulação com a dupla, Guedes aproveitou o sábado, 22, para almoçar com Mourão no Rio de Janeiro. Segundo ele, os dois falaram pouco sobre política e discutiram temas como economia e infraestrutura.

A foto postada por Bolsonaro veio acompanhada da legenda: “Jair Bolsonaro recebe visita de Paulo Guedes! Sempre juntos na busca da Ordem e Progresso!”.

 

Compartilhe
Previous ACM Neto garante terceira edição da Maratona de Salvador em 2019
Next Presidenciáveis não apontam novas fontes de recursos para a saúde

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Preso acusado de praticar mais de 50 assaltos à lojas em Feira de Santana

Foi preso no início da tarde desta quinta-feira (10), Cristiano Carmo da Conceição, o Zeca Urubu, acusado de ser responsável de mais de 50 assaltos à casas comerciais em Feira

Política

“Caso Lula não seja candidato, boa parte do eleitores podem votar em Ciro Gomes”, acredita Roberto Carlos; ASSISTA

Presente na entrega da Passarela da Estação Flamboyant do metrô, nesta segunda-feira(09), o deputado estadual Roberto Carlos(PDT), opninou sobre a prisão de Lula e da impossibilidade de candidatura do petista

Notícias 0 comentários

Adversários apostam que Justiça ainda pode barrar candidatura de Maia

Faltando 10 dias para a eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, adversários do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) ainda confiam que uma decisão judicial poderá impedi-lo de disputar novamente