Ciro também vai ao ringue das redes sociais contra Bolsonaro

Ciro também vai ao ringue das redes sociais contra Bolsonaro

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, também foi às redes sociais contra o rival do PSL, Jair Bolsonaro, aproveitando o embalo da polêmica envolvendo propostas do economista Paulo Guedes na área tributária.

Em um vídeo postado na noite de sábado (22/9) no Twitter, o pedetista afirmou que Bolsonaro, embora diga que não planeja aumentar impostos, vai recriar a extinta Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) e unificar a alíquota do Imposto de Renda em 20%.

“Toda a pequena classe média vai passar a pagar muito mais imposto de renda do que paga e vai diminuir o imposto do rico”, afirmou Ciro, no vídeo. “O Bolsonaro tem falado o que cada pessoa quer ouvir. Na hora que a gente começa a perceber, essa contradição é muito grave para o Brasil.”

Apontado pelo deputado como o escolhido para comandar o Ministério da Fazenda, Guedes veio a público no dia seguinte para dizer que a ideia seria criar um imposto federal único, com o intuito de aliviar a carga tributária. Também negou que pretendesse unificar a alíquota do IR.

Compartilhe
Previous Confiante na vitória de Haddad, Rui exalta união do povo nordestino
Next ACM Neto garante terceira edição da Maratona de Salvador em 2019

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Sede da Petrobras na Bahia custou 4 vezes mais, diz MPF

A 56ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF) hoje (23), prendeu até o início da tarde pelo menos 17 pessoas.

Notícias

Meirelles: ‘Nova alta de imposto não se coloca no momento, mas tudo é possível’

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira, 24, que um novo aumento de imposto é uma discussão “que não se coloca no momento”. Ele ressaltou, no entanto, que

Economia

Economia brasileira cresce 0,9% no trimestre finalizado em janeiro, diz FGV

A economia brasileira teve um crescimento de 0,9% no trimestre finalizado em janeiro deste ano, na comparação com o trimestre anterior (encerrado em outubro de 2017). A estimativa é do