Ciro também vai ao ringue das redes sociais contra Bolsonaro

Ciro também vai ao ringue das redes sociais contra Bolsonaro

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, também foi às redes sociais contra o rival do PSL, Jair Bolsonaro, aproveitando o embalo da polêmica envolvendo propostas do economista Paulo Guedes na área tributária.

Em um vídeo postado na noite de sábado (22/9) no Twitter, o pedetista afirmou que Bolsonaro, embora diga que não planeja aumentar impostos, vai recriar a extinta Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF) e unificar a alíquota do Imposto de Renda em 20%.

“Toda a pequena classe média vai passar a pagar muito mais imposto de renda do que paga e vai diminuir o imposto do rico”, afirmou Ciro, no vídeo. “O Bolsonaro tem falado o que cada pessoa quer ouvir. Na hora que a gente começa a perceber, essa contradição é muito grave para o Brasil.”

Apontado pelo deputado como o escolhido para comandar o Ministério da Fazenda, Guedes veio a público no dia seguinte para dizer que a ideia seria criar um imposto federal único, com o intuito de aliviar a carga tributária. Também negou que pretendesse unificar a alíquota do IR.

Compartilhe
Previous Confiante na vitória de Haddad, Rui exalta união do povo nordestino
Next ACM Neto garante terceira edição da Maratona de Salvador em 2019

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Relator da CPI da JBS admite convocar delatados, mas descarta ouvir Temer

Relator da CPMI da JBS, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) confirmou nesta quarta-feira, 20, que a comissão pode vir a ouvir alguns dos implicados na delação premiada de executivos do

Política

STJ veta 51 testemunhas pedidas pela defesa de Eduardo Cunha

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) frustrou liminarmente estratégia do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), que pretendia chamar 51 testemunhas de defesa sem necessidade de prévia justificativa

Política

Indígenas vão acampar na ALBA segunda-feira por educação e demarcação de terras

Cerca de 450 índios de diversas tribos indígenas da Bahia vão acampar no estacionamento da Assembleia Legislativa, na segunda-feira (29), para debater a conjuntura política e cobrar a demarcação de