Alckmin ataca Bolsonaro e Haddad e fala que ‘campanha tende a se acirrar’

Alckmin ataca Bolsonaro e Haddad e fala que ‘campanha tende a se acirrar’

Após um breve corpo a corpo no Centro Histórico de Salvador, no final da tarde desta sexta-feira, 21, o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, participou de um comício e atacou os adversários Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Além disso, o tucano afirmou que “a campanha tende a se acirrar a partir de agora”.

Seguindo o tom adotado pelo prefeito de Salvador ACM Neto, que comparou Haddad a um poste que não conseguiu iluminar a capital paulista, Alckmin destacou que, se o petista não conseguiu comandar a Prefeitura da capital paulista, não conseguiria governar o Brasil.

“Vejo um candidato que quer resolver tudo a bala e o primeiro tiro que deu foi no bolso da classe média, anunciando a volta da CPMF”, afirmou, em referência a Bolsonaro, a quem classificou como o “candidato que resolver tudo à bala”.

Sobre a carta divulgada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, conclamando uma união do centro contra extremos, Alckmin disse que “do alto da sua experiência, o presidente Fernando Henrique colocou muito bem.” “Não é com extremismo que iremos resolver os problemas do Brasil, precisamos atuar num esforço conciliador”, disse.

Geraldo Alckmin culpou o governo da presidente cassada Dilma Rousseff e o PT pelo “descalabro do desemprego” e prometeu cuidar da Saúde e “enxergar quem sofre”.

Compartilhe
Previous Ciro diz que pesquisas de voto são 'vendidas'
Next Barroso: fotografia do momento é sombria mas filme de 30 anos da democracia é bom

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Austrália: comunidade comemora votação a favor de casamento gay

Os australianos votaram majoritariamente a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo, abrindo caminho para a aprovação de uma lei até o fim deste ano. A decisão foi comemorada

Política

Reforma favorecerá rápida geração de empregos, diz Temer no 1º de maio

Ao cumprimentar o trabalhador, trago mensagem de otimismo. De crença no Brasil e na força de cada um para transformar o nosso país. pic.twitter.com/clRGfKzvjE%u2014 Michel Temer (@MichelTemer) 1 de maio

Notícias

Economia crescerá 1,6% em 2018, prevê CNI

Estimativas divulgadas hoje (26) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) indicam que a economia brasileira crescerá este ano “apenas 1,6%”. O número é um ponto percentual abaixo do previsto em