STJ nega salvo-conduto a Anthony Garotinho, condenado em 2ª instância

STJ nega salvo-conduto a Anthony Garotinho, condenado em 2ª instância

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Laurita Vaz negou ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho a concessão de liminar que lhe garantiria ficar em liberdade até o julgamento, pelos tribunais superiores, de recursos contra a condenação criminal imposta pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

Garotinho, que é novamente candidato ao governo do Rio nas eleições deste ano, pelo PP, foi condenado pelo TRF-2 no último dia 4 a uma pena de 4 anos e 6 meses de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de associação criminosa. Com base na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), que passou a admitir o cumprimento da pena após a condenação em segunda instância, o TRF-2 determinou a prisão do réu assim que forem julgados naquela Corte os embargos de declaração da defesa – o que ainda não ocorreu.

A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Laurita Vaz negou ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho a concessão de liminar que lhe garantiria ficar em liberdade até o julgamento, pelos tribunais superiores, de recursos contra a condenação criminal imposta pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2).

Garotinho, que é novamente candidato ao governo do Rio nas eleições deste ano, pelo PP, foi condenado pelo TRF-2 no último dia 4 a uma pena de 4 anos e 6 meses de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de associação criminosa. Com base na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), que passou a admitir o cumprimento da pena após a condenação em segunda instância, o TRF-2 determinou a prisão do réu assim que forem julgados naquela Corte os embargos de declaração da defesa – o que ainda não ocorreu.

Compartilhe
Previous TSE veda conteúdo impulsionado por apoiador de candidato na internet
Next Camaçari: Prefeitura lança o projeto Matemática Mais e Melhor

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Barroso se desculpa por chamar Barbosa de ‘negro de 1ª linha’

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso se desculpou nesta quinta-feira por ter chamado o ex-ministro Joaquim Barbosa de “negro de primeira linha”. Barroso fez o comentário

Política

Doria rebate FHC e diz que ‘os dois primeiros prognósticos ele errou’

O prefeito João Doria (PSDB) reagiu nessa sexta-feira, 24, às declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que em entrevistas aos jornais O Estado de S. Paulo e O Globo criticou

Notícias

Samuel Júnior assina e oposição alcança número para instalação da CPI da Fonte Nova na ALBA

O deputado estadual Samuel Júnior (PSC) assinou nesta segunda-feira (05) a petição para instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigação sobre a construção da arena Fonte Nova. Com