Vídeo: Advogada negra é algemada e arrastada por policiais durante audiência; assista

Vídeo: Advogada negra é algemada e arrastada por policiais durante audiência; assista

Um vídeo, que começou a circular nas redes sociais nesta segunda-feira (10), tem causado revolta de muitos internautas. A advogada, Valéria Santos, negra e carioca, foi detida e posta algemada no exercício de sua profissão durante uma audiência no 3˚Juizado Especial Criminal, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Nas imagens, a advogada pede que a juíza aprecie o recurso a favor da sua cliente e chegar a discutir com um policiai militar. ”A única coisa que eu vou confirmar aqui é se a senhora vai ter que sair ou não. Se a senhora tiver que sair, a senhora vai sair!” rebate o policial não identificado. A advogada responde: “Eu estou indignada de vocês, como representantes de Estado, atropelarem a lei. Eu tenho o direito de ler a contestação e impugnar os pontos da contestação do réu. Isto está na lei, eu não estou falando nada absurdo aqui.” ”Eu não vou sair, não, eu tenho que esperar o delegado da OAB, porque eu quero fazer cumprir o meu direito. Eu não vou sair, eu estou no meu direito, eu estou trabalhando. Eu não estou roubando, não estou fazendo nada não. Estou trabalhando!”, insiste a defensora. A juíza dá por encerrada a audiência, sem apreciar o pedido da advogada e em seguida ordena que ela se ausente da sala. Diante da negativa de Valéria, que diz que só sairia com a presença de um representante da OAB, ela é algemada e arrastada para fora da sala, conforme pode ser visto no vídeo. A advogada agredida, ainda no chão, grita insistentemente em sua defesa que está trabalhando e sinaliza indiretamente o racismo que estaria ocorrendo naquele flagrante violação de prerrogativa e abuso de autoridade. ”É meu direito enquanto negra, como mulher, de trabalhar. Eu estou trabalhando. Eu quero trabalhar.”

ASSISTA

Compartilhe
Previous Mais de 126 mil mesários devem trabalhar no 1º turno das eleições na Bahia
Next Oficializado como candidato, Haddad vira alvo de Ciro

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

“Infelizmente, assinei a lei da delação premiada”, diz Dilma

A ex-presidente Dilma Rousseff lamentou, neste sábado (5/5), ter assinado a lei que prevê a colaboração premiada. “Infelizmente, assinei a lei que criou a delação premiada. Digo infelizmente porque ela

Notícias

STF nega quebra de sigilo telefônico de Temer, mas mantém de ministros

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta-feira (7/6) o pedido da Polícia Federal (PF) para quebrar o sigilo telefônico do presidente da República, Michel Temer

Política

Justiça Federal bloqueia R$ 30 milhões em bens de Lula e Okamotto

A 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo bloqueou R$ 30 milhões em bens do ex-presidente Lula, da empresa LILS Palestras, do Instituto Lula, e do presidente da entidade, Paulo