TSE mantém horários locais para votação nas eleições deste ano

TSE mantém horários locais para votação nas eleições deste ano

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na última quinta-feira(9), por unanimidade, manter os horários de votação inalterados para a votação deste ano, obedecendo aos fusos horários locais, sempre das 8h às 17h em todas as unidades da Federação.

Uma sugestão de alteração havia sido apresentada pelo ministro Gilmar Mendes, que propôs o término da votação unificado pelo horário de Brasília, de modo a uniformizar a apuração.

Para que os resultados fossem apurados no mesmo momento, porém, seria necessária uma antecipação do início da votação em estados como o Acre, cujo fuso horário é ao menos duas horas atrasado em relação ao horário de Brasília.

“Parece que qualquer das soluções possíveis revela aspectos positivos e negativos”, disse a ministra Rosa Weber, que será presidente do TSE durante as eleições. Ela elogiou a iniciativa de Gilmar Mendes, mas votou por manter os horários atuais. Segundo a ministra, “inúmeras dificuldades implicariam o início das eleições, devido ao fuso horário, ainda pela madrugada”.

O atual presidente do TSE, ministro Luiz Fux, disse ter recebido diversas reivindicações de presidentes de tribunais regionais eleitorais (TREs) para que fossem mantidos os horários. Ele lembrou haver “estados bem carentes que teriam que começar a distribuir o material às 3 horas da manhã”.

Compartilhe
Previous Usuários do Facebook ligam Marina a número de Bolsonaro para angariar votos para deputado
Next Três anos depois de lei, 70% das domésticas estão na informalidade

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Entretenimento

Largos do Pelourinho recebem forró e samba no Dia das Mães

Para entrar no clima do São João, o Largo Tereza Batista recebe nos próximos dias diversas atrações musicais. Nesta sexta-feira (12), o DJ KL Jay convida os artistas Don L,

Notícias

Senado pode acelerar tramitação da reforma trabalhista

Para agilizar a discussão da reforma trabalhista, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), admite que o texto pode ir para o plenário depois de ser votado na Comissão de

Cotidiano

Assistência técnica e extensão rural são debatidas em seminário no CREA-BA

Durante o seminário “Assistência Técnica e Extensão Rural no estado da Bahia: passado, presente e futuro”, realizado pelo Fórum Baiano de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos, na quarta-feira (14), na