Alckmin propõe parceria com Estados para segurança pública

Alckmin propõe parceria com Estados para segurança pública

No debate presidencial da Band na noite desta quinta-feira, 9, os candidatos Geraldo Alckmin (PSDB) e Jair Bolsonaro (PSL) divergiram em relação ao tema da segurança pública.

O ex-governador paulista reafirmou que, para resolver o problema do aumento da violência no País, é necessária parceria entre o governo federal e os Estados, bem como com outras nações. “Nós vamos trabalhar juntos no grande desafio latino-americano, que é a segurança”, afirmou o tucano, que defendeu ainda que a Polícia Federal seja ampliada.

Para Alckmin, será necessário levar a todo o País o programa Recomeço, do governo paulista, que trata do dependente químico. Ele afirmou também que, entre os jovens, são os de menor escolaridade que são as maiores vítimas do uso de drogas.

Para Bolsonaro, no entanto, o problema da segurança pública de deve a “uma equivocada política de direitos humanos”. “Nós temos de agir firmemente”, disse.

Compartilhe
Previous Volume de vendas no varejo recua 0,3% de maio para junho
Next Ciro propõe nova reforma trabalhista e diverge com Bolsonaro sobre educação

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Ex-vice-presidente argentino é solto, mas segue investigado

Um tribunal argentino libertou o ex-vice-presidente Amado Boudou da prisão onde era mantido desde o início de novembro, acusado de corrupção. Boudou, que foi vice-presidente no governo de Cristina Fernandez

Cotidiano

ACM Neto assina ordem de serviço para construção de posto de saúde em Tubarão

O prefeito ACM Neto assinou, na manhã desta terça-feira (23), a ordem de serviço para construção da Unidade de Saúde da Família de Tubarão, no Subúrbio Ferroviário, cujas obras terão

Notícias

Bahia: Galo defende investimentos em tecnologia para reduzir assaltos a bancos

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Marcelino Galo, defendeu, nesta terça-feira (31), durante audiência pública que discutiu a violência e assaltos a