Camaçari: Encontro debate crime ambiental e ocupação irregular

Camaçari: Encontro debate crime ambiental e ocupação irregular

Com o intuito de debater e desenvolver ações coordenadas para o enfrentamento às ocupações irregulares e crimes ambientais na sede e orla da cidade, a Prefeitura de Camaçari se reuniu na manhã desta terça-feira (7/8) com representantes de diversos órgãos públicos como as Polícias Civis e Militares, Ministério Público do Estado, além de gestores de diversas secretarias e autarquias municipais.

Durante o encontro, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) apresentou mais de 10 áreas mapeadas onde devem ocorrer intervenções para coibir a invasão de terras e que evitem a degradação de Áreas de Proteção Ambiental (APA) e de Preservação Permanente (APP).

Com base na explanação, foram estabelecidas ações de curto, médio e longo prazo e definidas operações práticas conjuntas que devem ocorrer de forma imediata visando, inclusive, cumprir ordens judiciais. Todos os presentes avaliaram a iniciativa do governo de forma positiva e classificaram o encontro como proveitoso. Autoridades da Segurança Pública no município pontuaram que além dos ganhos ambientais, as medidas vão refletir na redução da violência e de outras práticas delituosas.

A reunião foi conduzida pelo prefeito, Elinaldo Araújo, o secretário da Sedur, Genival Seixas, e a assessora especial da Secretaria do Governo, Juliana Paes. Também estavam presentes os secretários da Infraestrutura (Seinfra), Joselene Cardim, dos Serviços Públicos (Sesp), Armando Mansur, e da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT), Armando Yokoshiro.

Autoridades de segurança pública no município compareceram ao encontro, dentre eles o comando do 12º Batalhão de Polícia Militar, representantes da 59ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e da Polícia Militar de Proteção Ambiental (COPPA), os titulares da 18ª Delegacia de Polícia (DP), na sede, bem como das 26ª e 33ª Delegacias de Polícia em Abrantes e Monte Gordo, respectivamente, além dos responsáveis pela delegacia de Proteção Ambiental, em praia do Forte, e da 5ª promotoria de Justiça de Urbanismo e Meio Ambiente de Camaçari.

Compartilhe
Previous Bahia empata com Cerro no Uruguai e conquista classificação inédita na Copa Sul-Americana
Next Senado argentino veta proposta de legalização do aborto

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Prefeitura realiza poda de coqueiros na orla marítima de Salvador

Cerca de 6 mil coqueiros que compõem a paisagem da orla marítima de Salvador recebem, até o início de julho, serviços de poda preventiva realizada pela Secretaria Municipal de Manutenção

Mundo

Homem mata quatro crianças e se suicida nos Estados Unidos

Um homem assassinou quatro crianças e depois se matou, dando fim a um cerco policial de 21 horas em Orlando, na Flórida, no sudeste dos Estados Unidos. As informações são

Política

Meirelles espera que BNDES devolva R$ 130 bilhões em 2018

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou neste sábado (13/1) que é importante que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) devolva antecipadamente os R$ 130 bilhões de