Bacelar defende abate de animais nos rituais do candomblé

Bacelar defende abate de animais nos rituais do candomblé

O deputado federal Bacelar (Podemos) se pronunciou na noite de quarta-feira (8), enquanto acontecia em Salvador uma manifestação contra a criminalização do abate de animais nos ritos religiosos de matriz africana. ” O Brasil usa rituais islâmicos ou judaicos para matar frangos, mas quer proibir o abate religioso feito pelos negros. É inaceitável essa atitude que só reforça a constatação de que o candomblé e a umbanda continuam sendo perseguidos. O pensamento dominante e o racismo institucional ainda são idênticos às práticas do século 19. Mas não vamos nos calar, vamos continuar denunciando o preconceito contra o povo de santo”, declarou.

Nesta quinta-feira (9), o Supremo Tribunal Federal (STF) julga a constitucionalidade do uso de animais nos rituais africanos. Segundo Bacelar, a prática tem amparo da lei máxima do país. ” O artigo 5° da Constituição garante a liberdade de crença e cultos religiosos. No Brasil, o agronegócio lucra com o abate seguindo os preceitos de outras religiões. Por que não permitir também, a partir dos rituais onde os animais são sacralizados e servem de alimento nos terreiros de candomblé ? Somos o maior exportador de carne bovina e de frango, que se especializou no abate seguindo os preceitos do mercado importador, ou seja, legitima o abate para a exportação de 2 milhões de toneladas por ano, para atender 22 países de cultura islâmica, e quer criminalizar o abate nos terreiros”.

Compartilhe
Previous Salvador: Hospital Municipal ultrapassa marca de 21 mil atendimentos
Next Farpas, alfinetadas e afagos marcam primeiro debate entre presidenciáveis

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Deputado que tatuou nome de Temer é réu no STF por peculato desde 2010

Em evidência no noticiário político nos últimos dias devido à tatuagem que fez com o nome do presidente Michel Temer, o deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) afirmou à reportagem que

Economia

Pesquisa revela que Brasil tem 12,7 milhões de desempregados

A taxa de desemprego ficou em 12,2% no trimestre encerrado em janeiro, o que representa 12,7 milhões de pessoas desocupadas. O índice é estável na comparação com o trimestre anterior,

Notícias

STF proíbe conduções coercitivas de acusados para interrogatório

O Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu, por 6 votos a 5, a utilização de conduções coercitivas para a tomada de depoimentos de investigados em apurações policiais. Em sessão nesta quinta-feira