Temer chama adversários de ‘pobres coitados’ em convenção do MDB

Temer chama adversários de ‘pobres coitados’ em convenção do MDB

O presidente Michel Temer saiu em defesa do legado do seu governo ao endossar a candidatura de Henrique Meirelles à Presidência da República pelo MDB e afirmou que os adversários eleitorais são “uns pobres coitados” e “pigmeus”.

“Nossos adversários são uns pobres coitados. Como não têm projeto, vão para a baixaria. Nós não somos pigmeus. O MDB é feito de gigantes”, disse a uma plateia formada por militantes emedebistas.

De acordo com Temer, Meirelles o ajudou nos dois anos em que está à frente do comando do País e garantiu que ele dará continuidade “às reformas de que o País ainda precisa”.

Temer destacou ainda que o MDB sempre esteve à frente dos programas sociais de todos os governos desde a redemocratização. “Estamos chamando o Meirelles para uma missão tão grandiosa como a que ele exercitou nestes dois anos de governo”, disse.

Esta é a primeira vez que Temer vai a uma convenção do partido nestas eleições. Enfrentando altíssima rejeição popular, o presidente tem se eximido de aparecer ao lado dos candidatos do partido.

Compartilhe
Previous Rio Vermelho recebe Festival Salvador Jazz neste sábado
Next Renan diz que candidatura de Meirelles 'atrai rejeição de Temer'

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Mega-Sena acumula e prêmio do próximo sorteio será R$ 33 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas da Mega-Sena, sorteadas nesta quarta-feira (22) pela Caixa Econômica Federal. Com isso, o prêmio de R$ 27,5 milhões acumulou e a previsão para o

Notícias

Temer deve rejeitar aumento a ministros do Supremo

O presidente Michel Temer já indicou a auxiliares que não vai enviar ao Congresso nenhum projeto de lei para autorizar o aumento de 16,38% aos ministros do Supremo Tribunal Federal

Mundo

Trump diz que solução militar para atacar Coreia do Norte está pronta

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (11) no Twitter que uma solução militar para atacar a Coreia do Norte já está pronta, mas ele descartou um ataque