Camaçari: Elinaldo assina ordem de serviço para início de obras

Camaçari: Elinaldo assina ordem de serviço para início de obras

Uma nova história para a população de Camaçari começou na manhã desta terça-feira (17) com a assinatura da ordem de serviço para o início das obras do Programa de Saneamento Integrado com Urbanização Integrada da Bacia do Rio Camaçari. Para isso, o prefeito Elinaldo Araújo foi até o bairro da Lama Preta, onde participou da cerimônia que marca retomada das obras.

Essa autorização é para os trechos 19 e 20, que começa na Lama Preta e segue até a Rodoviária. O investimento neste primeiro momento é de aproximadamente R$ 22 milhões e contemplará cerca de dois quilômetros.

O prefeito Elinaldo falou sobre a importância da intervenção para o município. “Estou feliz, por que vai girar cerca de R$ 300 milhões na economia do município, além de gerar emprego e renda para nossa população”. O gestor municipal também lembrou o empenho da equipe técnica do governo para que as obras fossem retomadas, através do diálogo com a Caixa e a União.

“A gente hoje começa uma nova história de trabalho. Essa é uma obra que está prevista para durar dois anos, mas que com certeza terminaremos antes. Que vai interferir na vida da população, já que passa por mais de 30 bairros, vai mexer com quem mora na margem, mas vamos cuidar dessas pessoas”, pontuou a secretária da Infraestrutura, Joselene Cardim.

O programa tem como principal foco a recuperação e revitalização do Rio Camaçari, dos rios secundários e riachos que percorrem a área urbana da sede do município de Camaçari, contribuindo para a melhoria das condições de vida da população.

As principais intervenções são: mitigação dos riscos de enchentes recorrentes, evitando ocorrências de desabamentos parciais e totais de moradias e pontes; redes de saneamento básico; iluminação pública; reestruturação do sistema viário para pedestres, ciclistas e veículos, adequando as novas vias às normas de acessibilidade; oferta de novas áreas de convivência, lazer e de esporte nas margens dos rios, tais como quadra poliesportiva, campo de futebol, parques infantis, equipamentos de ginástica, pergolados, quiosques, academia da saúde, dentre outros; implantação de ciclovias, calçadas, praças e áreas públicas ao longo dos rios e córregos compreendidos no programa.

As obras estavam paralisadas desde fevereiro de 2016. Para que fossem retomadas, a gestão municipal precisou fechar um acordo com o Ministério das Cidades e devolver R$ 25,8 milhões à Caixa, por causa de uma série de distorções identificadas na execução, durante as gestões passadas.

Moradora da região há cinco anos, a dona de casa Veronica Souza Nery, 24 anos, estava na expectativa para o início dos trabalhos. “Vai ficar bom. Há muitos anos espero por essa obra, que vai trazer melhorias pra gente e melhorar o ambiente do lugar que vivo com minha família”.

Estavam presentes autoridades municipais do Executivo e Legislativo.

Compartilhe
Previous Armazém da agricultura familiar é destaque na SuperBahia
Next Feira de Santana: Associação onde Targino Machado atendia é considerada clandestina

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Temer abre em Nova York a Assembleia Geral da ONU

O presidente Michel Temer faz hoje (19) o discurso de abertura da 72ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, seguindo a tradição de o Brasil

Política

Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

Durante um compromisso de pré-campanha em Goiânia, o deputado federal Jair Bolsonaro protagonizou mais uma polêmica. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o parlamentar com uma criança no colo durante

Política

Henrique Meirelles aposta em propaganda eleitoral para chegar ao segundo turno

menos de três semanas para o primeiro turno das eleições, o candidato à Presidência Henrique Meirelles (MDB) está em uma corrida contra o tempo. Sem conseguir decolar nas pesquisas, o