Vereador defende Barral e diz que greve é “político-partidária”

Vereador defende Barral e diz que greve é “político-partidária”

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Salvador, Paulo Magalhães Jr (PV), criticou a greve dos professores municipais deflagrada nesta quarta-feira (11).
Para Magalhães, a paralisação é político-partidária, já que as pautas de reivindicações dos grevistas estão em negociação entre o sindicato e a secretaria de educação do município. “Não existe razão para isso. Essa greve prejudica os mais de 100 mil alunos da rede municipal. Sei da competência e do trabalho do secretário Bruno Barral. Se há negociações em curso, não tem porque haver greve”, analisou.

Compartilhe
Previous Bacelar defende continuidade do atendimento no Hospital Regional de Riachão do Jacuípe
Next Vereador diz que sindicalistas da educação querem palanque eleitoral

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

STF violou a “dignidade da pessoa humana”, diz defesa de Lula

Ao negarem o pedido de habeas corpus (HC) preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por 6 votos a 5, os ministros do Supremo Tribunal

Notícias

Zanin diz que defesa continuará a tomar medidas para revogar prisão de Lula

O advogado Cristiano Zanin, da equipe de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informou neste domingo(8) que o ex-presidente está indignado pela situação, mas está bem. Sem dar

Notícias

Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira parte do 13º salário junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até