Vereador defende Barral e diz que greve é “político-partidária”

Vereador defende Barral e diz que greve é “político-partidária”

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Salvador, Paulo Magalhães Jr (PV), criticou a greve dos professores municipais deflagrada nesta quarta-feira (11).
Para Magalhães, a paralisação é político-partidária, já que as pautas de reivindicações dos grevistas estão em negociação entre o sindicato e a secretaria de educação do município. “Não existe razão para isso. Essa greve prejudica os mais de 100 mil alunos da rede municipal. Sei da competência e do trabalho do secretário Bruno Barral. Se há negociações em curso, não tem porque haver greve”, analisou.

Compartilhe
Previous Bacelar defende continuidade do atendimento no Hospital Regional de Riachão do Jacuípe
Next Vereador diz que sindicalistas da educação querem palanque eleitoral

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política 0 comentários

Governo desiste de nomear Imbassahy

As resistências de grupos aliados do governo, especialmente do chamado Centrão, fizeram com que o Planalto desistisse de nomear o deputado federal tucano Antonio Imbassahy para assumir a Secretaria Geral

Política 0 comentários

ACM Neto recomenda que folião chegue mais cedo para reveillon 2017

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta segunda-feira(28), o prefeito ACM Neto fez um apelo que o folião que venha curtir o reveillon 2017, em Salvador, possa chegar mais cedo

Notícias

Incêndio força evacuação de 8 mil pessoas na Califórnia (EUA)

Mais de oito mil pessoas foram evacuadas de suas casas devido a um incêndio florestal que tem atingido o estado da Califórnia, nos Estados Unidos, desde sábado (8/7), depois que