Locutor de eventos é assassinado em Ibicuí

Locutor de eventos é assassinado em Ibicuí

Um locutor de 50 anos foi morto a tiros na noite de quarta-feira (4), em Ibicuí. Segundo informou a Polícia Militar ao site G1, o caso ocorreu por volta das 20h, na Rua Dom Pedro, centro do município. A vítima, identificada como Charles da Silva Menezes, chegou a ser socorrida por populares e levada para o Hospital de Itabuna, mas não resistiu aos ferimentos. O crime foi cometido por dois homens numa motocicleta. De acordo com informações da Prefeitura de Ibicuí, Charles Menezes trabalhava como locutor em eventos políticos, no comércio e eventos festivos. O homem também prestou serviços para a prefeitura da cidade. O corpo dele foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade onde passou por perícia e foi liberado na tarde desta quinta-feira (5). O enterro será na sexta-feira (6), no cemitério de Ibicuí. Ainda não há informações sobre autoria e motivação do crime. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Compartilhe
Previous Celular do prefeito de Barra do Rocha é clonado e Whatsapp é usado para pedir transferência de dinheiro
Next Tite confirma volta de Marcelo e espera futebol bonito contra Bélgica

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Geddel: defesa diz que digitais não comprovam ligação com dinheiro encontrado em malas

Os advogados do ex-ministro Geddel Vieira Lima afirmaram que as impressões digitais identificadas nos R$ 51 milhões apreendidos em Salvador não comprovam a sua ligação com o dinheiro. De acordo

Política

Decreto dos Portos: Barroso prorroga inquérito de Temer por 60 dias

O ministro Luís Roberto Barroso prorrogou, nesta segunda-feira (7/5), o inquérito que investiga o presidente da República, Michel Temer (MDB), por supostamente beneficiar empresas do setor portuário ao editar o

Notícias

Até “cachorro trans” curtiu show de Pabllo Vittar em Salvador

Personagens inusitados não faltaram durante a apresentação de Pabllo Vittar, a drag queen mais escutada em todo o país. Nem mesmo 1,4 mil quilômetros separaram a transgênero Márcia Marci, 27,