Indiana decide boicotar campeonato de xadrez no Irã pela obrigação do uso do véu

Indiana decide boicotar campeonato de xadrez no Irã pela obrigação do uso do véu

A indiana Soumya Swaminathan, ex-campeã mundial de xadrez na categoria juvenil, anunciou que não disputará um campeonato da modalidade no Irã para protestar contra a obrigação do uso do véu islâmico.

Swaminathan afirmou que o código de vestimenta do Campeonato de Xadrez da Ásia, em julho, viola seus direitos.

“Eu considero a lei iraniana que torna compulsório o uso do véu uma violação direta dos meus direitos humanos básicos, incluindo meu direito à liberdade de expressão e meu direito à liberdade de pensamento, consciência e religião”, disse.

“Diante das atuais circunstâncias, parece que a única forma de proteger meus direitos é não viajar ao Irã”, escreveu a enxadrista de 29 anos em sua página do Facebook.

Em 2016 a campeã americana de xadrez Nazi Paikidze-Barnes boicotou o Mundial em Teerã por se recusar a usar o hijab.

Em 2017, a Federação de Xadrez do Irã proibiu Dorsa Derakhshani de participar de competições sem o véu. Agora ela defende os Estados Unidos.

Desde a revolução islâmica de 1979 o Irã obriga as mulheres a utilizar o véu nos espaços públicos.

Swaminathan é a 97ª colocada no ranking mundial e a quarta melhor indiana nesta classificação.

O Campeonato de Xadrez da Ásias será disputado de 27 de julho a 4 de agosto em Hamadan.

Compartilhe
Previous Irmãos que sofriam de depressão são encontrados mortos dentro de pousada em Ipiaú
Next Audiência pública debate a redefinição do porte das escolas públicas

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Heber entrega ambulância para melhorar atendimento médico em Retirolândia

Localizado no semiárido baiano, na região do sisal, o município de Retirolândia ganhou neste sábado (17) uma nova ambulância, fruto de emenda parlamentar do deputado estadual Heber Santana (PSC). “Estamos

Notícias

Crédito no Brasil deve crescer após dois anos de retração

Depois de dois anos ladeira abaixo, o crédito no Brasil deve voltar a crescer em 2018. A expectativa se deve à queda no endividamento das famílias e, consequentemente, na trégua

Notícias

Aécio entrega passaporte e tem 15 dias para responder pedido de prisão

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, informou à defesa do senador afastado Aécio Neves nesta quarta-feira (23/5) que o cliente terá um prazo de 15 dias para apresentar