Deputados adiam votação do parecer sobre teto do funcionalismo

Deputados adiam votação do parecer sobre teto do funcionalismo

A comissão especial da Câmara que iria analisar nesta terça-feira(12) o projeto de lei que regulamenta o teto remuneratório do funcionalismo público foi adiada.

A sessão foi suspensa depois dos deputados terem pedido a visita coletiva ao texto e ao substitutivo ao projeto antes do deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) ler o parecer do texto.

Com o pedido, uma nova data para a votação deve ser marcada. Bueno, o relator do projeto, apresentou o parecer na tarde de ontem (11), o documento prevê uma economia de pelo menos R$ 2,3 bilhões com o fim dos penduricalhos.

Os deputados Joaquim Passarinho (PSD-PA), Laerte Bessa (PR-DF) e Alberto Fraga (DEM-DF), integrantes da Frente Parlamentar da Segurança Pública e contrários à lei do teto de salários, estão entre os parlamentares que requisitaram a visita.

O líder do PSDB na Câmara, Nilson Leitão (MT), também pediu visita e solicitou que o texto tenha mais do que as duas sessões mínimas regimentais para ser discutido.

De acordo com o presidente da Comissão, Benito Gama (PTB -BA), o texto deve retornar à pauta daqui a duas sessões plenárias.

Compartilhe
Previous Limite de pontos na CNH pode subir de 20 para 40
Next Rui Costa diz que sua chapa à reeleição vai levar em conta cenário local

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Temer conta votos contra denúncia e quer quórum rápido

O presidente da República, Michel Temer, contou, bancada por bancada, os votos que possui na segunda denúncia criminal contra ele durante encontro na noite de hoje (23/10) no Palácio da

Política

Janot pede ao STF novo juiz para acompanhar pena de Pizzolato

Alegando “proteção aos direitos do detento” e respeito aos “tratados internacionais” o procurador-geral da República Rodrigo Janot pediu ao ministro Luis Roberto Barroso, relator do mensalão no Supremo, que seja

Notícias

Aleluia: “Discussão sobre ponte ou túnel é factoide pra enrolar o povo”

“Ponte ou túnel? Eis a questão, que não passa de um novo factoide do governador petista e seu vice”, diz o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) sobre a nova