Bolsonaro diz que já mandou ‘cartinha de amor’ para Malta ser seu vice

Bolsonaro diz que já mandou ‘cartinha de amor’ para Malta ser seu vice

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), pré-candidato à Presidência da República, disse nesta quinta-feira, 31, que ainda sonha com o senador Magno Malta (PR-ES) como vice em uma chapa na disputa presidencial.

Após participar da Marcha para Jesus, em São Paulo, onde foi tanto vaiado como aplaudido, o parlamentar afirmou que tem mandando “cartinha de amor” para Malta.

“Já mandei cartinha de amor para ele”, disse Bolsonaro, afirmando que o senador é seu “vice dos sonhos” também pelo fato de Magno Malta ser evangélico.

O deputado destacou que tem uma aproximação “enorme” com a bancada evangélica. Ele ainda disse que não existe a possibilidade de o empresário Josué Alencar, filiado ao mesmo partido que Malta, ser seu vice.

Após defender os caminhoneiros que participaram da greve da categoria e na sequência dizer que a paralisação precisaria acabar, o deputado reforçou que nunca defendeu uma intervenção militar, em referência à presença das Forças Armadas no fim da greve.

“Nunca falei a palavra intervenção militar. Se um dia um militar chegar ao poder, será através do voto”, declarou, dizendo ser ele próprio um exemplo da possibilidade.

Compartilhe
Previous Devedor no rotativo do cartão pagará taxa igual a de cliente regular
Next STF nega habeas corpus para Carlinhos Cachoeira

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Supremo julga pedido de prisão preventiva contra o senador Aécio Neves

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar hoje (20) pedido de prisão preventiva feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A sessão

Notícias

Garotinha se veste como Michelle Obama e recebe nota A+ via Twitter

Uma garotinha de nove anos realmente fez o dever de casa ao se preparar para uma apresentação sobre Michelle Obama. Ela até se vestiu como a ex-primeira dama dos EUA

Política

Alckmin pressiona PSDB para regulamentar previas até setembro

Aliados do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deflagraram nesta terça-feira, 14, movimento para pressionar a cúpula do PSDB a antecipar para agosto a escolha do candidato do partido