Após surpresa com Copom, bolsa cai 3,37% e dólar fecha a R$ 3,70

Após surpresa com Copom, bolsa cai 3,37% e dólar fecha a R$ 3,70

O mercado brasileiro de ações ingressou em um forte movimento de correção nesta quinta-feira (17/5) e terminou o dia aos 83.623,94 pontos, em queda de 3,37%. Foi o maior recuo porcentual desde 18 de maio do ano passado, quando veio à tona o caso JBS, com denúncias contra o presidente Michel Temer. Na ocasião, o Ibovespa caiu 8,80%.

No mercado de câmbio, a interrupção da queda da Selic não foi suficiente para conter o dólar, com o cenário externo definindo mais um dia de valorização da moeda americana – embora a movimentação continue acompanhando a tendência global.

O dólar à vista fechou cotado a R$ 3,6994, em alta de 0,65%, maior valor desde 16 de março de 2016, quando encerrou o dia a R$ 3,7426. Naquela data, a crise pré-impeachment da presidente Dilma Rousseff estava praticamente no auge, com a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil.

Durante o dia, a divisa oscilou entre a mínima de R$ 3,6544 (-0,57%), após a abertura, e a máxima de R$ 3,7130 (+0,83%). O giro ficou em cerca de US$ 1,2 bilhão.

Bolsa
As perdas do dia foram generalizadas no mercado de ações, mas atingiram principalmente as blue chips, com destaque para Petrobras e bancos, que derreteram à tarde. Os negócios somaram R$ 17,2 bilhões, volume superior à média de maio (R$ 12,6 bilhões).

Analistas apontaram uma série de fatores para justificar tamanha reação dos investidores, desde uma realização de lucros mais forte até um aumento da aversão ao risco. Do ponto de vista da realização de lucros, a justificativa é que algumas ações estariam demasiadamente esticadas, como é o caso da Petrobras ON, a qual alcançava valorização superior a 25% somente em maio.

Compartilhe
Previous Lavrador colhe mamão de quase 8kg em Livramento de Nossa Senhora
Next Pesquisas eleitorais indicam que Maduro será reeleito

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Alba: Tiro na Sala da Liderança da Oposição faz um mês sem respostas

O tiro que atingiu a sala da Liderança da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia completou um mês sem respostas por parte dos órgãos de segurança do estado e do

Municípios

Ubatã: Homem que se passava por diretor de rádio é detido ao tentar aplicar golpes

A Polícia Militar conduziu, nesta segunda-feira (14), um homem suspeito de estelionato. Segundo informações colhidas pelo repórter Garcia Jr, o suspeito se apresentou em diversos comércios no centro do município

Cotidiano

Salvador recebe intensificação de vacinação contra febre amarela

Salvador recebe neste sábado (29) o Dia D de vacinação contra a febre amarela em cerca de 120 pontos de imunização disponibilizados pela Prefeitura. Entre os postos de saúde e