Ex-deputado diz que recebeu R$ 27 milhões do PSDB em conta na Suíça

Ex-deputado diz que recebeu R$ 27 milhões do PSDB em conta na Suíça

O empresário e ex-deputado federal Ronaldo Cezar Coelho afirmou à Polícia Federal que, entre 2009 e 2010, recebeu 6,5 milhões de euros (o equivalente 27,2 milhões de reais) como pagamento pelo empréstimo de avião da sua propriedade para a campanha presidencial do PSDB, que teve como candidato o hoje senador José Serra (SP). Ainda segundo ele, o dinheiro foi depositado em contas na Suíça.

O ex-deputado foi interrogado em 7 de fevereiro no inquérito que apura se recursos do Rodoanel Trecho Sul, em São Paulo, teriam abastecido a campanha de Serra ao Planalto. A investigação, que está no Supremo Tribunal Federal, se baseia na delação da Odebrecht, mas ex-executivos da Andrade Gutierrez e da OAS também admitiram repasses de 0,75% a intermediários supostamente em benefício do tucano.

“Que no ano de 2009, disponibilizou sua aeronave para o PSDB, a qual foi utilizada no transporte de dirigentes partidários de vários partidos aliados”, diz trecho do depoimento.

Cezar Coelho afirmou ter deixado disponível sua aeronave para o PSDB já em 2009, ano em que, segundo ele, o então presidente do partido, Sérgio Guerra (morto em 2014), viajava em busca de alianças. “Que no ano de 2009 o presidente do PSDB à época, então senador Sergio Guerra, realizou diversas viagens pelo Brasil com o objetivo de filiação no PSDB de líderes políticos locais para fortalecer a próxima candidatura para a Presidência da República, que ocorreria em 2010.”

Ele acrescentou ter pedido que os pagamentos fossem feitos para uma operadora de táxi aéreo. Mas o tucano, segundo seu relato, respondeu que “somente poderia efetuar os pagamentos diretamente no exterior”. Questionado, disse que desconhecia a “origem dos recursos depositados”.

Ele declarou que “alimentava sua conta” em um banco suíço “através de investimentos que realizava” e que, em 2016, repatriou cerca de R$ 23 milhões.

Odebrecht
O ex-presidente da Odebrecht Pedro Novis e outros colaboradores já relataram pagamento de R$ 23 milhões a Cezar Coelho a pedido de Guerra para campanhas majoritárias do partido. Segundo Novis, a negociação do repasse foi “tratada com Ronaldo Cezar Coelho” e outras “pessoas indicadas diretamente por José Serra”. Hoje no PSD, Cezar Coelho foi filiado ao PSDB de 1988 a 2013.

O senador José Serra não quis se manifestar sobre o caso. O PSDB não respondeu aos contatos da reportagem até a conclusão desta edição.

Compartilhe
Previous Lula pede desbloqueio de bens e afirma não ter como pagar advogados
Next Após sair da BRF, Abilio Diniz diz: “Vou arrumar outros brinquedinhos”

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Câmara de Salvador vota LDO nesta terça-feira

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício financeiro de 2019 será votada pelos vereadores de Salvador na sessão ordinária desta terça-feira (10). O parecer favorável da Comissão de

Política

Ministros do PSDB dizem a Temer que o partido permanece na base

Ministros do PSDB estiveram na manhã deste domingo, 4, com o presidente Michel Temer, no Palácio do Jaburu, para garantir ao peemedebista que o partido, por ora, vai continuar na

Notícias

Apenas uma vítima do naufrágio permanece em UPA de Salvador

Apenas uma vítima do naufrágio na Baía de Todos os Santos segue na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris. O quadro de saúde é estável e a alta deve