“Se o MDB quiser me apoiar eu vou aceitar” diz “Zé do Sertão”

“Se o MDB quiser me apoiar eu vou aceitar” diz “Zé do Sertão”

O pré-candidato ao governo da Bahia, “Zé do Sertão” durante entrevista ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, nesta segunda-feira (16), sinalizou interesse em contar com apoio do MDB nas eleições de outubro.

“Eu desejo o apoio do PMDB, ele soma dentro do processo, tem bom horário de televisão. Ao longo da vida aprendi a separar essas coisas, houve problemas dentro do PMDB, mas há história. Sincera e honestamente se o MDB quiser me apoiar eu vou aceitar”, declarou.

“Zé do Sertão” foi na direção contrária a do prefeito de Salvador, quando no lançamento da sua pré-candidatura em Feira de Santana, declarou que “Se depender da minha opinião, o MDB não estará incluído na coligação para o governo do Estado.

Apesar da cobiça ao MDB, devido aos acontecimentos políticos envolvendo membros do partido, “Zé do Sertão” pregou a cautela sobre caminhar ou não com o partido.

“Essa é uma questão que será discutida com os deputados estaduais e federais, será discutida com todo grupo, não vou decidir sozinho. Daqui até julho temos muito tempo para dialogar, será com diálogo não de forma ditatorial”.

Compartilhe
Previous Prefeito de Jandaíra, Adilson Leite se filia ao PSD de Otto
Next Marco Aurélio será relator de denúncia contra Jair Bolsonaro

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

‘Grande indignação’, reage Mariz a ataque de delator de Temer

O advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira afirmou, neste domingo, 24, que causou “grande indignação” a acusação feita pelo corretor Lúcio Funaro de que ele teria avisado o presidente Michel

Notícias

Senado aprova MP que garante saque de contas inativas do FGTS

Em sessão esvaziada e sem contagem de votos, o Senado Federal aprovou, nesta quinta-feira (25/5),  a Medida Provisória 763/2016, que permite o saque de contas inativas do Fundo de Garantia

Notícias

Henrique Alves recebeu mais de 400 visitas, diz procurador

Desde que levantou voo e deixou o Paraná, a Operação Lava Jato fez tremer políticos e governos de diversos Estados brasileiros. São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Pernambuco, Rondônia –