Maia diz que não vai ‘perder tempo’ com pedidos para incluir nome de Lula ou Moro

Maia diz que não vai ‘perder tempo’ com pedidos para incluir nome de Lula ou Moro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira, que não vai perder tempo analisando pedidos de mudança de nome no painel de votações do plenário da Casa feito por deputados favoráveis e contrários ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Não vou perder tempo com isso”, disse Maia, em rápida entrevista ao chegar à Câmara.

O parlamentar fluminense tem em sua mesa uma série de solicitações de deputados do PT para que a Câmara inclua a palavra “Lula” como seus sobrenomes no painel de votações.

Deputados contrários a Lula, por sua vez, pediram para incluir outros nomes, como o do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela condenação do ex-presidente, e do deputado e presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

Maia afirmou ainda que mantém sua decisão de não permitir votação de Propostas de Emenda à Constituição (PECs) enquanto durar a intervenção federal no Estado do Rio.

“A decisão da Mesa está tomada. Esse é o caminho correto, é o que diz a Constituição. A gente não pode emendar a Constituição”, afirmou, ressaltando que as PECs podem continuar tramitando nas comissões, embora não possam ser votadas em plenário.

A regra voltou à tona após a apresentação de PEC para regulamentar a prisão após condenação em segunda instância. Apresentada pelo líder do PPS na Câmara, deputado Alex Manente (SP), a proposta está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde será analisada a constitucionalidade da matéria.

Deputados do PT, porém, obstruem a análise da matéria no colegiado, sob argumento de que PECs não podem sequer tramitar nas comissões durante a intervenção.

Compartilhe
Previous Delegados pedem transferência de Lula do prédio da PF para evitar 'inconvenientes'
Next PSDB negocia com Pastor Everaldo aliança nacional com PSC

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Serra pede exclusão de depoimentos em inquérito no STF

O senador José Serra (PSDB-SP), alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) instaurado com base na delação da Odebrecht, pediu à Corte a “exclusão de todos os documentos e

Cotidiano

Mega-Sena poderá pagar hoje prêmio de 27,5 milhões

O prêmio principal da Mega-Sena poderá pagar hoje (22) R$ 27,5 milhões para quem acertar sozinho as seis dezenas do concurso 2.071. O sorteio está marcado para as 20h, no

Cotidiano

ACM Neto entrega escola reconstruída no Arenoso nesta quarta

Após demolição em julho do ano passado, a Escola Municipal do Beiru será entregue  nesta quarta-feira(22), totalmente reconstruída pela Prefeitura. A cerimônia de reinauguração acontece acontece às 9h, na  Rua