Bradesco terá crédito específico para atender novas regras no cheque especial

Bradesco terá crédito específico para atender novas regras no cheque especial

O Bradesco vai oferecer uma modalidade de crédito específica para fazer frente à autorregulação do cheque especial. As novas regras, divulgadas nesta terça-feira, 10, pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), passam a vigorar no dia 1º de julho.

A partir de então, os clientes que permanecerem mais de 30 dias com exposição no cheque especial poderão refinanciar o saldo em aberto via um crédito alternativo, com taxas prefixadas. Pelas novas regras, a modalidade terá um custo 15% menor para o tomador.

O Bradesco informa que o cliente já dispõe de linhas de crédito para realizar esse tipo de refinanciamento, a taxas mais convenientes, mas que a oferta de uma linha específica permitirá “aumento do interesse por esse tipo de alternativa”.

A mudança no cheque especial, segundo o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, tira um fator de incerteza para o controle do orçamento das famílias. “É uma forma de dar estabilidade às contas domésticas”, avalia o executivo.

Ele acredita ainda que, com o tempo, a autorregulação no cheque especial vai se converter em “mais uma influência positiva na redução do juro ao tomador final”.

Compartilhe
Previous 'Prioridade de Moreira Franco é privatização da Eletrobras', diz Ferreira
Next Jequié: Colisão entre carro e carreta deixa um morto na BR-116

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Mundo

Após massacre em escola, Trump pede que FBI volte ao básico

No Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu ao FBI que “voltasse ao básico”, depois do massacre ocorrido em uma escola da Flórida. “É muito triste que o

Notícias

Dallagnol diz que STF deve esclarecer o foro para deputado e senador

O procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba, disse hoje (9), em São Paulo, que a decisão sobre a restrição do foro privilegiado para

Cotidiano

Pesquisa afirma que Instagram é a pior rede para a saúde mental

Segundo a Sociedade Real para Saúde Pública, nos quesitos ansiedade, depressão, solidão, bullying e autoimagem, o Instagram é a pior rede social para a saúde mental dos jovens. O Snapchat