Apagão nas regiões Norte e Nordeste foi provocado por falha humana, diz ONS

Apagão nas regiões Norte e Nordeste foi provocado por falha humana, diz ONS

Uma falha humana está por trás do apagão no sistema elétrico que afetou o Norte e o Nordeste do país no dia 21 de março. Foi o que afirmou nesta sexta-feira (6) o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Luiz Eduardo Barata. “É sempre chato admitir uma falha humana”, disse Barata, durante coletiva de imprensa convocada para explicar as causas da falha que deixou municípios de 14 estados no escuro. Segundo o ONS, a falha está relacionada a um sistema especial de proteção aplicado na Linha de Transmissão Xingu-Estreito. “Alguém programou um ajuste e esse foi um ajuste indevido”, afirmou o diretor-geral do órgão. Barata enfatizou, ainda, que o ONS não foi informado sobre esse ajuste. Em termos gerais, conforme explicou o diretor, esse ajuste funciona como um disjuntor usado para manter a segurança da linha de transmissão. A falha interrompeu o fornecimento de energia elétrica em municípios 14 estados do Norte e do Nordeste. Foram ele Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Sergipe e Tocantins. Como o sistema nacional é interligado, as outras três regiões do país também tiveram reflexos da falha.

Compartilhe
Previous Lula será preso após missa por dona Marisa, diz Humberto Costa
Next União fará leilão extra do pré-sal em agosto

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Em dia de greve geral, duas pessoas morrem em protestos contra Maduro

Ruas vazias, centenas de comércios fechados e ônibus suspensos. A população da Venezuela parou em protesto contra a convocação de uma eleição para Assembleia Constituinte pelo presidente Nicolás Maduro. Em

Notícias

Bacelar se manifesta oficialmente contra a “Escola sem Partido”

O deputado federal Bacelar (Podemos-BA) apresentou, nesta semana, o voto em separado se manifestando contra o projeto de lei que institui a ” Escola sem Partido”. O texto substitutivo, elaborado

Política

Câmara volta a apreciar na terça MP devolvida pelo Supremo

Já está na pauta do plenário da Câmara dos Deputados, na próxima terça-feira (27), a análise da Medida Provisória 759/16, que trata de regularização fundiária de terras urbanas e rurais.