MBL convoca manifestação em frente ao STF nesta quarta-feira

MBL convoca manifestação em frente ao STF nesta quarta-feira

O Movimento Brasil Livre (MBL), um dos protagonistas das manifestações a favor do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, convocou outra manifestação na tarde desta quarta-feira em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF). Eles pedem a manutenção da prisão após confirmação em decisão colegiada.

Nas redes sociais, o movimento denuncia o que chama de “golpe” para supostamente evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aguarda o julgamento dos recursos apresentados ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Havia a expectativa de que os ministros se reunissem nesta terça-feira, em encontro fechado, para discutir o assunto. No entanto, a reunião não ocorreu. O tema pode ser discutido na sessão desta quarta-feira. Uma eventual mudança no entendimento do caso – que impedisse a prisão em segunda instância – beneficiaria a defesa de Lula e de outros nove presos no âmbito da Lava Jato.

O MBL, que propaga o antipetismo nas redes sociais, já havia se concentrado nesta terça-feira na entrada da Corte. Outros movimentos, como o Vem Pra Rua, também participaram da manifestação. Nos últimos dias, os grupos divulgaram vídeos de artistas que pediam para a presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, “resistir” à pressão e não discutir o tema. Nomes como Juliana Paes, Fafá de Belém, Dani Suzuki e Márcio Garcia aparecem nas imagens.

Compartilhe
Previous Toinho Carolino defende direito da mulher idosa em palestra
Next Salvador: Câmara concede Medalha Thomé de Souza ao empresário Gercino Coelho

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Deputados entram na Comissão de Ética com ação contra ministros investigados

Deputados da oposição protocolaram hoje (19) na Comissão de Ética Pública da Presidência da República uma representação pedindo o afastamento dos oito ministros que serão investigados por terem sido citados

Política

Tucanos pedem renúncia de Aécio ao comando como ‘gesto de grandeza’

A decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de adiar o julgamento do novo pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) não aliviou a pressão do

Notícias

Geddel esteve em local onde propina foi entregue, diz Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) concluiu, nesta quarta-feira (13/6), que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) esteve no local apontado como ponto de entrega de propina pelo operador financeiro Lúcio Funaro.