Barroso autoriza que defesa de Temer tenha acesso a relatório da PF

Barroso autoriza que defesa de Temer tenha acesso a relatório da PF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, autorizou nesta terça-feira (13/3) que a defesa do presidente Michel Temer (MDB) tenha acesso ao relatório, o qual será produzido pela Policia Federal, sobre a quebra de sigilo telefônico do emedebista. Esta foi a primeira vez que a Justiça adotou tal medida contra um presidente da República: o próprio Barroso determinou a quebra do sigilo de Temer no dia 27 de fevereiro. As informações foram divulgadas pelo Jornal Nacional.

A medida foi definida no âmbito da investigação sobre a edição do Decreto dos Portos pelo presidente. A Justiça Federal apura se houve recebimento de propina em troca do texto, que beneficiou empresas do setor, como a Rodrimar e a J&F.

Conforme a decisão desta terça, os advogados do presidente só terão acesso à análise da PF após o relatório chegar ao Supremo.

Além do sigilo de Temer, Barroso determinou nessa segunda-feira (12) a quebra dos sigilos telefônicos e telemáticos do ex-deputado Rodrigo da Rocha Loures (MDB) e do coronel João Baptista Lima, amigo pessoal do presidente. Ambos são suspeitos de intermediar propina para Michel Temer. A Polícia Federal também vai analisar os dados dos telefones e de e-mails do dono da Rodrimar, Antonio Celso Grecco, além de um diretor da empresa, Ricardo Mesquita. A companhia foi contemplada com concessões no Porto de Santos, área de influência de Michel Temer.

Compartilhe
Previous Comissão especial da Câmara discutirá privatização da Eletrobras
Next AGU envia ao STF petição para que indulto vá a plenário com prioridade

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Privatização da Eletrobras pode ser enviada ao Congresso até sexta

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, disse que há possibilidade de o projeto de lei que trata da privatização do Grupo Eletrobras ser enviado ao Congresso até a

Notícias

Inflação do aluguel é de 0,03% na primeira prévia de janeiro

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, teve inflação de 0,03% na primeira prévia de janeiro. A taxa é superior à prévia de dezembro,

Economia

Mercado financeiro eleva estimativa de inflação para 4,40%

A estimativa de instituições financeiras para a inflação este ano subiu pela quarta vez seguida. De acordo com pesquisa do Banco Central (BC), divulgada hoje (8), o Índice Nacional de