Temer lança programa Internet para Todos e libera R$ 2 bi a municípios

Temer lança programa Internet para Todos e libera R$ 2 bi a municípios

Em cerimônia com governadores dos 27 estados e 2.471 prefeitos, o presidente Michel Temer (MDB) e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab (PSD), assinaram nesta segunda-feira (12/3) o termo de adesão ao programa Internet para Todos, que planeja prover acesso à banda larga em locais sem conexão. Na mesma solenidade, Temer sancionou projeto que libera R$ 2 bilhões para auxiliar as finanças de municípios.

No Internet para todos, as prefeituras indicaram as localidades passíveis de atendimento, que receberão antenas para a distribuição do sinal de internet. A conexão será feita por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que recebeu R$ 3 bilhões em investimentos. Em órbita desde maio de 2017, o equipamento tem vida útil de 18 anos.

“Quando Kassab me levou para o lançamento do satélite, o Eunicio [Oliveira, presidente do Senado] me disse que a internet em banda larga nas escolas era prevista desde 2005. Só agora conseguimos levar para todos os municípios brasileiros”, disse o presidente Michel Temer em seu discurso. Os municípios começarão a receber as antenas em maio, de acordo com o MCTIC. A previsão é instalar 200 por dia.

Além dos convênios com as prefeituras, o Ministério da Ciência já firmou parcerias com o Ministério da Defesa, para monitoramento das fronteiras brasileiras; com o Ministério da Educação, para levar banda larga a todas as escolas públicas do país – 7 mil devem ser beneficiadas este ano; e com o Ministério da Saúde, para implantar internet em hospitais e postos de saúde.

“Vamos entregar para o cidadão a possibilidade de ver consultas pelo celular, lugar na fila. Quando o cidadão chegar no posto e usar a biometria, os médicos terão acesso a todo o prontuário dele. Vamos economizar R$ 20 bilhões dos R$ 246 bilhões investidos na saúde por Estados, municípios e União apenas por não repetir exames e compra de equipamentos”, afirmou o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP).

Promessa
A sanção do projeto que repassa R$ 2 bilhões a municípios concretiza promessa feita em 2017 por Temer. Em dezembro, o emedebista assinou medida provisória para liberar a verba, mas precisava indicar ao Congresso Nacional a origem do dinheiro. Isso foi feito com o projeto, aprovado em fevereiro pelos parlamentares e sancionado nesta segunda (12).

O crédito especial foi aberto em favor dos ministérios da Educação, da Saúde e do Desenvolvimento Social. Os recursos serão transferidos conforme critérios de distribuição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Compartilhe
Previous "Você pode mudar de partido. Não pode mudar de lado" dispara Marcelo Nilo após se filiar ao PSB;ASSISTA
Next Para Marun, inquérito sobre Portos é desperdício de dinheiro público

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Temer conta votos contra denúncia e quer quórum rápido

O presidente da República, Michel Temer, contou, bancada por bancada, os votos que possui na segunda denúncia criminal contra ele durante encontro na noite de hoje (23/10) no Palácio da

Notícias

Conselho aprova 5ª Rodada de Licitação de Blocos do Pré-sal

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou hoje (4) a realização da 5ª Rodada de Licitação de Blocos do Pré-sal. De acordo com o órgão do Ministério de Minas

Política 0 comentários

Em reunião com setores do Governo, Bacelar novamente busca consenso da Lei de Responsabilidade Educacional

Em mais uma tentativa de buscar o consenso e dar celeridade na tramitação da Lei de Responsabilidade Educacional (LRE) na Câmara dos Deputados, o deputado federal Bacelar (PTN-BA) esteve reunido