Concurso da Câmara transcorre com tranquilidade neste domingo

Concurso da Câmara transcorre com tranquilidade neste domingo

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Leo Prates (DEM), visitou os locais de realização das provas do concurso público para a contratação de novos servidores. Logo cedo, na manhã deste domingo (25), ele esteve no Colégio 2 de Julho, no Garcia. “Nossa expectativa é que os 60 melhores sejam aprovados”, disse, observando que tudo estava transcorrendo com tranquilidade.

Organizado pela Fundação Getúlio Vargas, o concurso público da Câmara contou com a inscrição de 48 mil candidatos, que disputam 60 vagas, sendo 34 de nível superior e 26 de nível médio. As provas estão sendo realizadas neste domingo (25) em dois turnos: matutino para o nível superior e o vespertino para o nível médio.

A pedido de Leo Prates, o transporte público na cidade foi reforçado para facilitar o deslocamento dos candidatos aos locais das provas. A Polícia Federal foi acionada e está alerta para coibir possíveis fraudadores e grupos de venda de gabarito. O vereador Kiki Bispo (PTB) acompanhou o presidente nas visitas.

Compartilhe
Previous Por mais tempo na TV, pré-candidatos à presidência correm para fechar alianças
Next Geraldo Alckmin, à Band: "Estamos preparados para enfrentar o PT"

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Bruno Reis recebe Medalha Thomé de Souza nesta quinta

A Câmara Municipal de Salvador (CMS) realiza, nesta quinta-feira (18), às 19h, no Plenário Cosme de Farias, uma sessão solene de outorga da Medalha Thomé de Souza ao vice-prefeito Bruno

Notícias

Governo decide manter o horário de verão a partir do dia 15 de outubro

O governo decidiu manter o horário de verão em 2017. A medida foi confirmada hoje (25) pelo ministério de Minas e Energia. Com a decisão, os moradores das regiões Sul,

Notícias

Contrariando Maia, Temer finalmente assina MP da reforma trabalhista

No fim da tarde desta terça-feira (14/11), contrariando o que queria o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM RJ), enfim, o presidente Michel Temer assinou a medida provisória