TSE manda arquivar ação do PT contra Luciano Huck, Faustão e Globo

TSE manda arquivar ação do PT contra Luciano Huck, Faustão e Globo

O ministro Napoleão Nunes Maia, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mandou arquivar nesta quinta-feira (15/2) uma ação movida pelo PT contra a Rede Globo e os apresentadores Luciano Huck e Fausto Silva.

Para o partido, houve campanha eleitoral antecipada durante a participação de Huck no programa “Domingão do Faustão”, que foi ao ar em 7 de janeiro.

O ministro, no entanto, entendeu que, como Huck já afirmou publicamente e reiterou à Justiça Eleitoral que não será candidato à Presidência da República, “inexiste qualquer elemento minimamente confiável que possa lastrear o pedido apresentado”.

“O Poder Judiciário analisa fatos e direitos postos nos autos, cuja veracidade, neste caso, é a de que o Representado Luciano Grostein Huck não é candidato no pleito de 2018, como ele afirma e reitera na sua defesa, integrada neste processo, perante esta Corregedoria Eleitoral”, diz a decisão.

O ministro também afirmou que os dois autores da ação, o deputado Paulo Pimenta (RS) e o senador Lindbergh Farias (RJ), “carecem de legitimidade ativa” para propor a ação, pois a legislação eleitoral determina que esse tipo de representação deve ser feita por “partido político, coligação, candidato ou Ministério Público Eleitoral”.

Compartilhe
Previous Debate sobre reforma da Previdência na Câmara começa na terça-feira, diz Marun
Next CUT planeja série de atos contra a reforma da Previdência na segunda; confira Estados

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Economia

Vendas de veículos novos crescem 23,14% em janeiro, diz Fenabrave

Em todo o país, as vendas de veículos novos cresceram 23,14% em janeiro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2017. Segundo balanço da Federação Nacional da Distribuição

Política

Articulação para “candidatura Tasso” à Presidência abala a coalizão

A articulação do PSDB para lançar a candidatura do senador Tasso Jereissati (CE) à presidência da República na hipótese de uma eleição indireta causou mal-estar com o DEM, irritou o

Política

Câmara cria comissão para avaliar fim de coligação em eleições

A Câmara dos Deputados instalou na tarde desta terça-feira (6/6) uma comissão especial para analisar a Proposta de Emenda à Constituição 282/16, do Senado, que proíbe as coligações entre legendas