“Me hipnotizou”, diz Xanddy sobre pipoca, ao desfilar no circuito Osmar

“Me hipnotizou”, diz Xanddy sobre pipoca, ao desfilar no circuito Osmar

Centenas de fãs já estavam na concentração do circuito Osmar quando Xanddy subiu no trio e perguntou: “Que pipoca é essa? De quem é essa pipoca? E o público respondeu: “É do Harmonia”. Foi a senha para a largada do pagode com a música Tira a Mão do Bolso. Fã de carteirinha do Harmonia do Samba, Elisângela Moreira estava colada no trio. “Eu adoro Xanddy”, disse, enquanto sambava e rebolava até o chão.
Ao entrar na passarela Nelson Maleiro, no Campo Grande, o cantor agradeceu ao prefeito ACM Neto pelo apoio. “Há quase 20 anos não tocávamos aqui para o publico, sem cordas. Uma multidão formada por pai, mãe, filho, avó, cachorro… Só posso dizer uma coisa, prefeito: temos que ter uma nova reunião, viu? Muito obrigado por essa oportunidade!”.
Esse é o primeiro ano que a banda desfila para o folião pipoca ao longo de quase 25 anos de trajetória. A pipoca do Harmonia, que saiu por volta das 13h, conta com o apoio da Prefeitura. “Me hipnotizou. A gente pipoca é para pular. Vou fazer o Campo Grande balançar”, contou, emendando com sucessos como Harmonia Futebol Clube e Paradinha.
Compartilhe
Previous Daniela Mercury elege o samba para presidente em Salvador
Next "Quem antecipar a eleição comigo sentado na cadeira não tem o meu apoio", dispara Leo Prates sobre sucessão na CMS

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias 0 comentários

Prefeito e artistas lançam campanha “Carnaval sem fome”

O prefeito ACM Neto participa nesta sexta-feira (01), ? s 10h, do lançamento da campanha “Carnaval sem fome”, no gabinete do Palácio Thomé de Souza. Realizada pela Ação da Cidadania

Cotidiano

Prazo para entrega de documentos do ProUni termina nesta terça (18/7)

Os alunos selecionados na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até esta terça-feira (18/7) para entregar a documentação que comprove as informações prestadas durante a inscrição.

Notícias

Privatização da Eletrobras pode ser enviada ao Congresso até sexta

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, disse que há possibilidade de o projeto de lei que trata da privatização do Grupo Eletrobras ser enviado ao Congresso até a