Daniela Mercury elege o samba para presidente em Salvador

Daniela Mercury elege o samba para presidente em Salvador

“Eta pipoca linda”. Com esta saudação, a rainha da Axé Music subiu no trio nesta terça-feira de folia no Circuito Osmar (Centro). Seguida por uma legião de súditos, Daniela Mercury, conhecida por sua defesa as causas LGBT, foi ovacionada pelos foliões. “Ela é irreverente, tem coragem de levantar esta bandeira nesse mundo cheio de preconceitos”, disse o figurinista Maurício Martins.
Usando um vestido vermelho esvoaçante, Daniela cantou para Iansã, deusa dos raios e trovões, e foi aplaudida de pé pela arquibancada. “Amo a música, o trabalho dela é incrível”, declarou Maria Paula Rodrigues, arquiteta.
Na passarela do Campo Grande, Daniela fez uma apresentação de tirar o fôlego, iniciada ao som de “Banzeiro”. Acostuma a inovações durante o Carnaval, decidiu fazer uma brincadeira e eleger o samba como presidente. Para isso, reproduziu a atmosfera do “Cassino do Chacrinha”, onde cada participante representava um tipo de samba: reggae, enredo, de roda e tantos outros. Entre os convidados, a Companhia Baiana de Patifaria, que está completando 30 anos de fundação, e a cantora Amanda Santiago, que fez a defesa do samba reggae, cantando um pout pourri.
Os foliões entraram no clima. Para votar era só cantar bem alto. A eleição acontecerá ao longo do circuito. A rainha se despediu com a canção que a lançou para o mundo, “Canto da cidade”, e a reação dos súditos não poderia ser diferente, um coral afinadíssimo seguiu entoado cada acorde.
Compartilhe
Previous Rodrigo Maia e João Doria participam do Carnaval de Salvador
Next "Me hipnotizou", diz Xanddy sobre pipoca, ao desfilar no circuito Osmar

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Fux anuncia adiamento de julgamento sobre Lula e Bolsonaro no TSE

O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Fux, comunicou na noite desta terça-feira, 14, o adiamento do julgamento de dois processos que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula

Política

Eleições 2018: 75% dos deputados federais devem se reeleger

Estudo do Departamento Intersindical de Assessoria Paralamentar (Diap) mostra que 79% dos 513 deputados federais tentarão a reeleição em outubro. Projeção da entidade aponta que 75% deles devem se reeleger. O levantamento foi feito

Notícias

Deputados devem votar fim das coligações nesta terça-feira

De olho no calendário eleitoral, deputados chegaram enfim a um acordo e definiram que vão começar a votação da reforma política nesta terça-feira, 5, pela proposta relatada pela deputada Shéridan