Atrações sem cordas e arrastão em destaque no último dia de folia na Barra

Atrações sem cordas e arrastão em destaque no último dia de folia na Barra

Pela segunda vez, o cacique Carlinhos Brown comanda o Arrastão da Meia Noite, no Circuito Dodô, nesta terça-feira (13). O desfile que encerra o Carnaval tem patrocínio da Prefeitura de Salvador. Antes, os foliões vão curtir seis grandes atrações sem cordas no circuito. A banda La Fúria vai invadir a orla com sua irreverência. Jau prepara um repertório que mescla romantismo e muita animação. O Chiclete com Banana desfila com seu novo vocalista, Khill (ex-Patchanka), que aposta em grandes hits da banda.
Gilmelândia, que estourou nas paradas de sucesso com a música “Peraê”, lançada em 1998, quando estava à frente da Banda Beijo, também garante a agitação do público. Comemorando 30 anos de carreira no Carnaval, Margareth Menezes é outra que vai arrastar os foliões com hits que marcaram a sua trajetória, como “Faraó”, “Elegibô”, “Dandalunda”, “Toté de maianga”, “Alegria da cidade” e “Passe em casa”.
Homenageando Salvador por meio dos seus looks durante a folia, Ju Moraes também leva seu samba para o circuito Dodô, no último dia oficial de folia na capital mundial da alegria.
Compartilhe
Previous Maia nega que Luciano Huck possa ser candidato à Presidência pelo DEM -
Next Neto rebate Kannário: "tem que se informar melhor"

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

​ACM Neto abre primeiro workshop sobre Cidade Resiliente

Salvador recebe, nesta quinta-feira (20), o 1° Workshop Salvador Cidade Resiliente, reunindo líderes e especialistas focados na construção de resiliência na rede 100 Cidades Resilientes (100RC) – uma organização lançada

Municípios

Lauro de Freitas: Emoção marca Arrastão do Bankoma em Portão

Das sacadas e janelas ou acompanhando pelo chão, os sorrisos revelavam a alegria em ver o Bankoma passar. O bloco de Portão, que desfila no Carnaval de Salvador e em

Política

PGR quer anular decisão que impediu bloqueio de bens de Aécio e irmã

A Procuradoria-Geral da República (PGR) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a decisão do ministro Marco Aurélio que rejeitou o bloqueio de bens do senador Aécio Neves (PSDB-MG)