Fique Sabendo: Prefeitura diagnostica 19 casos de HIV no Carnaval de Salvador

Fique Sabendo: Prefeitura diagnostica 19 casos de HIV no Carnaval de Salvador

Já foram 3.208 testes rápidos para detecção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) realizados até este domingo (11) nos dois postos do projeto Fique Sabendo nos circuitos Dodô e Osmar, no Carnaval de Salvador. Desse total, houve 19 diagnósticos positivos para HIV, 105 reagentes para sífilis, 6 para Hepatite B e 8 para Hepatite C. Apesar da maioria dos casos confirmados serem de foliões do sexo masculino, é importante destacar que eles são os que mais realizaram exames: 33,3% a mais do que as mulheres.

Para os pacientes reagentes para sífilis, o tratamento é iniciado no local de realização da testagem, através da aplicação de penicilina. Assim como os diagnosticados com as demais DSTs, há encaminhamento para as unidades do Serviço Municipal de Assistência Especializada, nos bairros da Liberdade e Dendezeiros.

As unidades do Fique Sabendo funcionam até esta terça-feira (13), sempre das 9h às 21h, no Multicentro Carlos Gomes, e das 12h às 22h, na Rua Dias D’Ávila, próximo ao Farol da Barra. O serviço é gratuito e realizado por equipe multidisciplinar, composta por enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e bioquímicos.

Compartilhe
Previous Bailinho Infantil foi sucesso no domingo de Carnaval em Lauro de Freitas
Next Vídeo mostra momento em que avião cai e pega fogo na Rússia; ASSISTA

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

Sérgio Moro se rende à Copa e remarca audiências do sítio de Atibaia

Os jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia têm influência sobre a tramitação do processo em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu sob

Política

FHC rebate declaração de Tasso sobre candidatura de Alckmin em 2018

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta segunda-feira (11/9) que o prazo máximo para o PSDB realizar prévias para definir o candidato à Presidência em 2018 é março. Fernando Henrique

Notícias

Grande reforma previdenciária é improvável após rejeição de denúncias

Uma grande reforma na Previdência no Brasil é improvável, mesmo após a rejeição das denúncias contra o presidente Michel Temer, avalia a Moody’s. A agência diz que alguns participantes do