Fifa divulga bases das seleções na Copa da Rússia; Brasil ficará em Sochi

Fifa divulga bases das seleções na Copa da Rússia; Brasil ficará em Sochi

A Fifa divulgou nesta sexta-feira (9) os locais onde ficarão baseadas cada uma das seleções que disputarão a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com destaque para a região de Moscou, que hospedará dez equipes. Além da seleção da casa, Portugal, Irã, França, Peru, Argentina, Alemanha, México, Bélgica e Tunísia escolheram alojamentos e centros de treinamento na capital e em localidades próximas. A informação é da Agência EFE.

A seleção brasileira se hospedará no Swisshotel Resort Kamelia, em Sochi, e realizará os treinos no estádio Yug-Sport. Além do Brasil, a Polônia ficará na mesma cidade, situada no sudoeste da Rússia, às margens do Mar Negro e nas proximidades das montanhas nevadas do Cáucaso.

Todas as equipes permanecerão nos mesmos locais até que se transfiram às cidades das onde disputarão os jogos, onde ficarão hospedadas em hotéis oficiais e também escolherão um centro de treinamento. Em princípio, as seleções deverão estar na cidade da partida na noite anterior ao jogo.
Após a primeira fase, as equipes terão a opção de permanecer na base operacional ou se deslocar às cidades onde irão que jogar as rodadas de mata-mata.

Compartilhe
Previous Senado gastará R$ 36 milhões com viagens, aluguel de carro e segurança
Next MPF pede 7 anos de prisão a Geddel em processo por obstrução

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Camaçari vai regularizar mais de 2 mil endereços

A Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) de Camaçari vai enviar para a Câmara de Vereadores, no retorno dos trabalhos após o recesso legislativo, proposta de projeto de

Notícias

Escassez de alimentos provoca 5 vezes mais saques na Venezuela

De dentro da sufocante cabine de um caminhão, Carlos Del Pino presenciou como um de seus colegas foi interceptado no meio de uma rua por cerca de 20 pessoas, algumas

Notícias

TSE vai julgar Bolsonaro e Lula por antecipar 2018

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) entraram na mira do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral antecipada. A Corte