Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Abul Bajandar, 27 anos, mora em Bangladesh. Ele ficou conhecido após ter passado por 16 cirurgias para remover a quantidade excessiva de verrugas do seu corpo. A enfermidade se chama epidermodisplasia verruciforme e é popularmente conhecida como doença da árvore. Porém, depois de todas as intervenções médicas, a condição voltou a aparecer.

De acordo com o Daily Mail, Abul teve cerca de 5kg de verrugas removidos nos procedimentos cirúrgicos. Essa grave e rara condição genética foi constatada em apenas quatro pessoas no mundo.

A cirurgiã plástica responsável pelo tratamento de Abul, Samanta Lal Sen, disse que a operação foi um marco para a medicina. Logo após o procedimento, Abul falou da alegria de poder segurar as filhas nos braços.

“Doença da árvore”
A epidermodisplasia verruciforme é uma doença causada por um tipo de vírus HPV que ataca a pele e o sistema imunológico. O principal sintoma é o crescimento de verrugas em todo o corpo, principalmente nos pés e nas mãos. As manifestações podem aparecer logo após o nascimento, durante a infância ou no início da adolescência.

Compartilhe
Previous Ministro Sarney Filho apresenta balanço da pasta ao presidente Temer
Next Faltam poucos votos para reforma da Previdência, diz líder do governo

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Acordo sobre sucessão livra Lula e Temer de Moro, diz jornal

Um grupo de parlamentares articula um modo de fazer a sucessão de Michel Temer na presidência por meio de eleições indiretas num acordo que envolveria livrar Lula e o atual

Política

TSE mantém horários locais para votação nas eleições deste ano

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na última quinta-feira(9), por unanimidade, manter os horários de votação inalterados para a votação deste ano, obedecendo aos fusos horários locais, sempre

Notícias

Governo da Venezuela expulsa embaixador espanhol

O governo venezuelano declarou Jesús Silva Fernández, embaixador de Espanha em Caracas, persona non grata e decidiu expulsá-lo do país. Em comunicado, o regime de Nicolás Maduro justifica a medida