Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Abul Bajandar, 27 anos, mora em Bangladesh. Ele ficou conhecido após ter passado por 16 cirurgias para remover a quantidade excessiva de verrugas do seu corpo. A enfermidade se chama epidermodisplasia verruciforme e é popularmente conhecida como doença da árvore. Porém, depois de todas as intervenções médicas, a condição voltou a aparecer.

De acordo com o Daily Mail, Abul teve cerca de 5kg de verrugas removidos nos procedimentos cirúrgicos. Essa grave e rara condição genética foi constatada em apenas quatro pessoas no mundo.

A cirurgiã plástica responsável pelo tratamento de Abul, Samanta Lal Sen, disse que a operação foi um marco para a medicina. Logo após o procedimento, Abul falou da alegria de poder segurar as filhas nos braços.

“Doença da árvore”
A epidermodisplasia verruciforme é uma doença causada por um tipo de vírus HPV que ataca a pele e o sistema imunológico. O principal sintoma é o crescimento de verrugas em todo o corpo, principalmente nos pés e nas mãos. As manifestações podem aparecer logo após o nascimento, durante a infância ou no início da adolescência.

Compartilhe
Previous Ministro Sarney Filho apresenta balanço da pasta ao presidente Temer
Next Faltam poucos votos para reforma da Previdência, diz líder do governo

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Datafolha: rejeição a Temer estaciona pela primeira vez desde 2016

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada neste domingo (3/12) mostra estabilidade na rejeição ao presidente Michel Temer (PMDB). Foi a primeira vez que isso ocorreu após subida constante desde julho do

Mundo

Trump e Kim Jong-un marcam encontro para 12 de junho, em Singapura

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou nesta quinta-feira (10/5) em uma publicação no Twitter, que a reunião histórica com o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, acontecerá no próximo dia

Notícias

Em delação, Marcos Valério diz que partido tem ligação com facção criminosa

O publicitário Marcos Valério, que cumpre pena na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, contou em delação premiada a relação entre um partido político com uma facção criminosa. O depoimento é