Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Após 16 cirurgias, “homem-árvore” volta a ter problemas com verrugas

Abul Bajandar, 27 anos, mora em Bangladesh. Ele ficou conhecido após ter passado por 16 cirurgias para remover a quantidade excessiva de verrugas do seu corpo. A enfermidade se chama epidermodisplasia verruciforme e é popularmente conhecida como doença da árvore. Porém, depois de todas as intervenções médicas, a condição voltou a aparecer.

De acordo com o Daily Mail, Abul teve cerca de 5kg de verrugas removidos nos procedimentos cirúrgicos. Essa grave e rara condição genética foi constatada em apenas quatro pessoas no mundo.

A cirurgiã plástica responsável pelo tratamento de Abul, Samanta Lal Sen, disse que a operação foi um marco para a medicina. Logo após o procedimento, Abul falou da alegria de poder segurar as filhas nos braços.

“Doença da árvore”
A epidermodisplasia verruciforme é uma doença causada por um tipo de vírus HPV que ataca a pele e o sistema imunológico. O principal sintoma é o crescimento de verrugas em todo o corpo, principalmente nos pés e nas mãos. As manifestações podem aparecer logo após o nascimento, durante a infância ou no início da adolescência.

Compartilhe
Previous Ministro Sarney Filho apresenta balanço da pasta ao presidente Temer
Next Faltam poucos votos para reforma da Previdência, diz líder do governo

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

TSE aprova regras para as eleições de 2018

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda deixou em aberto diversas questões que

Notícias

UTC fecha acordo de leniência com CGU e pagará multa de R$ 500 mi

A empreiteira UTC, investigada na Operação Lava Jato, assinou hoje acordo de leniência com a Controladoria-Geral da União (CGU) e a Advocacia-Geral da União (AGU). Pelo acordo, a empresa se

Notícias

Meirelles: distorções no mercado contribuem para manter juros altos

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, comemorou na noite desta quinta-feira, 24, a aprovação na Câmara da medida provisória (MP) que muda a taxa que norteia o custo dos financiamentos