Senado não chega a acordo e governo dos EUA segue paralisado

Senado não chega a acordo e governo dos EUA segue paralisado

Após uma rara sessão neste domingo (21/1), os senadores norte-americanos não conseguiram chegar a um acordo e a paralisação do governo dos Estados Unidos, o chamado “shutdown”, que continua nesta segunda-feira (22).

Agora, uma nova votação foi agendada para às 12h (15h no horário de Brasília) desta segunda-feira (22). No entanto, a firmeza do governo de Donald Trump e dos republicanos de não negociarem as questões sobre a imigração, ponto fundamental para os democratas, promete manter a paralisação por tempo indeterminado.

Enquanto a oposição exige a proteção dos chamados “Dreamers”, aqueles imigrantes que chegaram aos EUA ainda crianças ou adolescentes, os republicanos querem o apoio para a construção do muro na fronteira com o México e para dar mais fundos para os serviços de segurança de fronteiras.

Nesta segunda (22), centenas de milhares de funcionários públicos não devem comparecer aos seus postos de trabalho, sendo convocados aqueles que são considerados “essenciais” para os serviços mais importantes. Além disso, muitos que recebem seu salário no início da semana também devem ficar sem receber o pagamento.

O shutdown começou, de fato, às 12h do sábado (20), o que afetou timidamente a vida dos norte-americanos. Mas, a partir desta segunda (22), é esperado que a situação comece a se agravar – mesmo que os serviços básicos continuem funcionando.

Um dos pontos turísticos mais famosos do país, por exemplo, a Estátua da Liberdade, já ficou fechada neste domingo (21) por falta de funcionários.

O prorrogamento da Lei Orçamentária foi vetado durante uma votação no Senado, após passar com facilidade pela Câmara dos Representantes. Na sexta-feira (19/1) à noite, a medida recebeu 50 votos a favor – de todos os republicanos – e 49 contrários – de todos os democratas. Para ser aprovada, eram necessários 60 votos.

No entanto, Trump ameaçou dar a ordem para os republicanos ativarem a chamada “opção nuclear”, quando é feita uma mudança regimental para garantir a aprovação de um projeto por maioria simples (51 votos).

Compartilhe
Previous Governo vai buscar "caminho jurídico" para garantir posse de Cristiane Brasil
Next Babá é filmada beliscando e virando bebê de cabeça para baixo; ASSISTA

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Notícias

Com aval da Câmara, Sidninho mantém projeto do governo na Paralela

A Câmara Municipal aprovou nessa terça (31) um Projeto do vereador Sidninho (Podemos) indicando ao chefe do Executivo um estudo de viabilidade técnica que possibilite alterar as leis que estabelecem

Política

Em Salvador, José Ronaldo busca pavimentar candidatura ao governo da Bahia

Há pouco mais de 24 horas após ter lançado sua pré-candidatura ao governo da Bahia, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo(DEM), já se articula para empolgar seus aliados políticos.

Política

Lula vira réu por venda de MP de incentivos fiscais a montadoras

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e colocou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva novamente no