Homem é morto a facadas por causa de suposto beijo em um travesti em Feira de Santana

Homem é morto a facadas por causa de suposto beijo em um travesti em Feira de Santana

Um homem foi morto com golpes de faca após uma brincadeira envolvendo um travesti. O caso aconteceu nesta segunda-feira (15), no interior de um bar, em Feira de Santana. Segundo informações da polícia, o auxiliar de serviços gerais Wellington de Oliveira Pires, de 28 anos, em estava bebendo no estabelecimento comercial quando começou a discutir com Ivo Barcelar dos Santos, por causa de um suposto beijo em um travesti da região. Segundo informações da polícia, Ivo teria insinuado que a vítima havia beijado uma travesti. Com isso, Wellington o agrediu com um soco no rosto. Revoltado, Ivo foi até em casa, pegou uma peixeira e retornou ao bar e continuou a beber. Conforme o depoimento do Ivo para a polícia, ele esperou o bar ficar vazio para agredir a vítima com golpes de faca. Wellington foi atingido por três facadas e morreu no local. O corpo dele foi removido pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. Já o Ivo foi permanece preso na Delegacia de Homicídios de Feira.

Compartilhe
Previous Mata de São João: Padroeiro de Sauípe receberá homenagem no dia 20
Next OAB emite nota de repúdio após cenas de sexo em delegacia de Camaçari

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Cotidiano

J&F negocia novo acordo de leniência com MPF

O grupo J&F, dono da JBS, iniciou novas conversas com o Ministério Público Federal (MPF) que podem resultar numa repactuação do acordo de leniência da empresa. As novas tratativas, ainda

Política

TSE cassa governador e vice do Tocantins

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (22), por 5 votos a 2, cassar o mandato do governador do Tocantins, Marcelo Miranda, e de sua vice, Cláudia Lelis,

Notícias

Selic no fim de 2018 permanece em 6,25% ao ano, aponta Focus

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica da economia) para o fim de 2018 e de 2019. O Relatório de Mercado Focus trouxe