Funcionária do gabinete de Bolsonaro é apontada como fantasma

Funcionária do gabinete de Bolsonaro é apontada como fantasma

Uma funcionária do gabinete do pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é apontada como fantasma. A profissional é vizinha do parlamentar na Vila Histórica de Mambucaba, em Angra dos Reis (RJ), tem um comércio na região e, ainda, prestaria serviços na casa dele, de acordo com denúncia feita pela Folha de S. Paulo nesta quinta-feira (11/1).

Walderice Santos da Conceição, 49 anos, faz parte do quadro de empregados do deputado federal em Brasília desde 2003. Atualmente, a remuneração bruta dela é de R$ 1.351,46, apontou o jornal. Moradores contaram, porém, que “Wal” – como é conhecida – dedicaria a maior parte do tempo ao estabelecimento Wal Açaí.

Ela teria passado por vários cargos no escritório, chegando a receber até R$ 14,3 mil em uma função de chefia. Bolsonaro justificou que as mudanças internas são feitas para ajudar os funcionários. “O que de vez em quando acontece: um funcionário é demitido. Aquela verba que ‘sobra’, então, a gente destina para um [outro] funcionário, por pouquíssimo tempo”, explicou.

O marido dela, identificado como Edenilson, também teria Bolsonaro como patrão. Quatro relatos obtidos pela Folha confirmam que ele é caseiro no imóvel de veraneio do parlamentar.

A equipe do jornal diz que viu Wal e Edenilson saindo da casa do político nesta manhã. Logo depois, o presidenciável apareceu. “Perguntado sobre qual seria o trabalho desempenhado por ela, Bolsonaro respondeu: ‘Ela reporta a mim ou ao meu chefe de gabinete qualquer problema na região’”, revelou a reportagem.

O deputado negou que o homem trabalha na casa dele. Logo depois, no entanto, admitiu: Edenilson “o ajuda”, inclusive dando comida aos cachorros.

Compartilhe
Previous Por julgamento de Lula, Tribunal da Lava Jato altera até sua rotina
Next Trump chama países africanos e Haiti de ‘pocilgas’

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Odebrecht estende acordos de leniência com MPs nos Estados

A Odebrecht fechou nos últimos meses acordos de leniência para compartilhar provas entregues à força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba com ao menos outros seis Estados. Como a equipe

Política

STF decide dia 8 se põe Geddel e Lúcio Vieira Lima no banco dos réus

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) deve analisar, no dia 8 de maio, se recebe ou não a denúncia contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima e seu irmão,

Municípios

Eunápolis: Homem tenta separar briga de casal e acaba atingido por tiro de espingarda

Um homem foi baleado enquanto tentava conter uma discussão entre um casal, no bairro Rosa Neto, na cidade de Eunápolis, no fim da madrugada deste domingo (15). Segundo a Polícia