Venezuela expulsa brasileiro acusado de conspirar contra governo Maduro

Venezuela expulsa brasileiro acusado de conspirar contra governo Maduro

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, informou em sua conta no Twitter que o brasileiro Jonatan Diniz, detido no dia 28 de dezembro pelas forças de segurança da Venezuela, no estado de Vargas, foi expulso do país. O comunicado do ministro não dá detalhes da situação de Diniz, nem se ele vem para o Brasil.

“O incidente envolvendo o brasileiro Jonatan Moisés Diniz foi encerrado, com sua expulsão da Venezuela”, escreveu o ministro em sua conta.

Em nota divulgada na quinta-feira (4), o Itamaraty informou que acionou o Ministério das Relações Exteriores da Venezuela e as autoridades policiais daquele país para descobrir onde Diniz estava detido, bem como sua situação jurídica.

Na sexta-feira (5), o governo da Venezuela confirmou que o brasileiro estava preso no país.

Jonatan Diniz foi detido no dia 28 de dezembro pelas forças de segurança da Venezuela, no estado de Vargas. Segundo a agência oficial de notícias do país, o jovem foi acusado de manter atividades desestabilizadoras contra o regime de Nicolás Maduro.

O catarinense e três venezuelanos fariam parte da organização não governamental Time to Change the Earth (Tempo de Mudar a Terra, em tradução livre). Para o governo, a entidade seria uma “organização criminosa com tentáculos internacionais”, que distribuiria alimentos e bens a moradores de rua com o objetivo de obter recursos em moeda nacional com vistas a promover ações contra o governo.

Compartilhe
Previous Lauro: Univerão atrai público de todo o Estado interessado em conhecimento, cultura e diversão
Next Meirelles defende flexibilização em vez de suspensão da regra de ouro

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

TSE vai definir se campanhas eleitorais terão mais R$ 888 milhões

Além dos valores do fundo eleitoral, os partidos ainda esperam uma definição do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se poderão utilizar recursos públicos do Fundo Partidário nas campanhas deste ano. Ao

Política

Temer escolhe Raquel Dodge para a PGR, que não é alinhada a Janot

O presidente Michel Temer (PMDB) escolheu para o cargo de procurador-geral da República Raquel Dodge, segunda colocada da lista tríplice da eleição interna da Associação Nacional dos Procuradores da república

Política

Sérgio Moro determina leilão de triplex atribuído a Lula

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, determinou o leilão do apartamento triplex atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O imóvel, que teria sido recebido