Luiza Maia: ‘Nova maldade de Temer é atacar as universidades públicas brasileiras’

Luiza Maia: ‘Nova maldade de Temer é atacar as universidades públicas brasileiras’

No plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, nesta terça-feira (12), a deputada Luiza Maia (PT) denunciou mais um golpe em curso, protagonizado pelo governo de Temer: o ataque orquestrado às universidades públicas do país. De acordo com a parlamentar, em menos de um ano, quatro das maiores universidades federais do Brasil – UFMG, UFRGS, UFSC e UFPR -, sofreram impactantes e midiáticas operações policiais, todas sem provas que as legitimassem.

“Não temos dúvidas de que o golpe que derrubou a presidenta Dilma continua em curso, devastando as conquistas sociais e os bens públicos. Renomados acadêmicos desse país estão alertando o que Temer e seus aliados querem fazer com as universidades públicas gratuitas: estão ouvindo o apelo do Banco Mundial para privatizá-las”, disse a petista.

Para Luiza Maia, o Brasil vive o maior ataque às instituições públicas da história. “O presidente golpista tem uma Polícia Federal subserviente, que seu novo diretor não esconde a ligação política com Temer, e está à serviço desta investida cruel para destruir quem produz o conhecimento científico nacional”, disparou.

Compartilhe
Previous Impressionante! Blogueiro filma a própria morte ao cair de prédio de 62 andares; assista
Next Julgamento de Lula no caso triplex em segunda instância é marcado para 24 de janeiro no TRF4

Sobre o Autor

Você pode gostar também

Política

Palocci diz em carta ao PT que viu Lula “sucumbir ao pior da política”

Uma semana depois de a executiva do PT de Ribeirão Preto (SP) aprovar, por unanimidade, abertura de procedimento para expulsão de Antonio Palocci da legenda, o ex-ministro dos governos Lula

Cotidiano

Pela 4ª vez, aumento dos combustíveis é suspenso pela Justiça Federal

A Justiça Federal de Brasília suspendeu, mais uma vez, o aumento dos impostos PIS/Confins sobre os combustíveis em todo país. Em decisão liminar desta sexta-feira (18/8), a juíza Adverci Abreu,

Política

Governistas trabalham para que CCJ vote denúncia contra Temer na quarta-feira

A votação da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, na Comissão de Constituição